Avaí cria mais chances, mas não consegue sair do zero diante do CSA
Foto: Divulgação/Avaí Futebol Clube

Na noite desta sexta- feira (27), o Avai recebeu o CSA, no Estádio Ressacada, pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. E segue a sina dos catarinenses, que ainda não conseguiu vencer em seu estádio e ficou apenas no empate em  0 a 0 com os alagoanos. E como se não bastasse, a equipe do técnico Geninho, ainda perdeu Judson para o próximo jogo, após ele tomar o segundo cartão amarelo no jogo e ser expulso. 

A primeira chance do Avai veio aos dois minutos do primeiro tempo, Moritz fez um bom lançamento para Capa pela esquerda, mas na hora do cruzamento a bola saiu muito fraca e ficou nas mãos do goleiro Lucas Frigeri.

No lance seguinte, André Moritz ganhou a bola pela esquerda,  mas a bola ficou novamente nas mãos do arqueiro do CSA. E teve mais chances dos mandantes na parte inicial do jogo. Aos sete minutos, Capa levantou a bola na área, mas não encontrou ninguém para finalizar. Aos nove, Rômulo cruzou pela esquerda, encontrou Moritz, na área, e mandou para o fundo das redes, mas estava em posição irregular. 

A pressão do time mandante continuou, e aos 29 minutos, Rodrigão recebeu a bola pela direita, ajeitou no peito, tentou o voleio, mas a bola pega na defesa e saiu pela linha de fundo. Três minutos depois Frigeri salvou salvar o CSA de levar o gol. Renato recebe pelo meio, adiantou demais  e Frigeri conseguiu travar a bola, ela sobrou pra Moritz que finalizou por cima do gol. Antes do intervalo, Rômulo teve mais uma chance de abrir o placar. Rodrigão deixou a bola pelo meio com Rômulo, que disparou pelo meio, finalizando de fora da área, mas a bola saiu à esquerda do gol.

Por outro lado, a melhor chance do time alagoano foi nos minutos finais do primeiro tempo, em uma infelicidade da defesa. Betão tentou mandar para longe, mas pegou mal e a bola subiu muito. A bola quase enganou o goleiro Aranha: tocou na trave e depois a retaguarda afastou. 

A primeira boa chance do segundo tempo foi aos 17 minutos, quando a boa troca de passes terminou nos pés de Rodrigão, um dos destaques da partida, livre de marcação, na risca da grande área. O tiro cruzado saiu sem muita força e o arqueiro do CSA segurou com firmeza.

O Leão cresceu na partida e então, o técnico Geninho resolveu fazer algumas alterações no time: saíram André Moritz e Rodrigão e entraram Beltran e Getúlio. O paraguaio teve uma ótima chance aos 37 minutos. No cruzamento de Guga, fechado, ele desviou e Lucas Frigeri fez uma grande defesa.

A última chance do Avai foi após a entrada de Marquinhos. O time pressionou até onde pôde. Já nos acréscimos, ainda ficou com um a menos, Judson tomou o segundo cartão amarelo no jogo e foi expulso.

Com o resultado as equipes permanecem no G-4, porém o Avaí pode deixar a zona de classificação à Série A ao fim da rodada. O Leão é o quarto com 28, enquanto o CSA é o vice-líder com 31.

O Avai volta a campo no próximo sábado (4), diante da Ponte Preta, na Arena Fonte Luminosa, às 19h. Um do antes, o CSA recebe o Juventude, no estádio Rei Pelé, às 21h30.

VAVEL Logo