Castan projeta semifinal do Vasco na Taça Guanabara: “Vamos ter que jogar muito”
(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Castan projeta semifinal do Vasco na Taça Guanabara: “Vamos ter que jogar muito”

Zagueiro ainda falou sobre vantagem do empate, jogar no Maracanã, palco da partida, e o momento do zagueiro Werley

yannrodrigues
Yann Rodrigues

Às semifinais da Taça Guanabara começam nesta quarta-feira (13). Vasco e Resende duelam no Maracanã, às 21h30, buscando uma vaga na grande decisão. Capitão do time, Leandro Castan falou sobre o duelo e pregou respeito ao time da Cidade do Aço. 

“O Resende vem fazendo um grande campeonato e respeitamos muito. Sabemos que para chegar a uma final vamos ter que jogar muito. É uma equipe organizada e que joga com rapidez no ataque. Se defende bem e sai muito forte no contra-ataque”, analisou. 

Palco do confronto, o Maracanã foi apontado pelo defensor como casa do Cruzmaltino também. Castan ainda lembrou da sua infância ao falar do estádio: “São Januário é o caldeirão, mas quem sempre jogou em jogar futebol não querer jogar no Maracanã... Não sei o que dizer. Maracanã também é a casa do Vasco. Sempre quando criança via o Vasco sempre ganhava títulos no Maracanã”

Pensando em apagar a atuação diante do Juazeirense, em que o Cruzmaltino quase foi eliminado da Copa do Brasil, o camisa 5 convocou o torcedor para o duelo: “A gente pede a presença do torcedor porque vai ser um jogo difícil. É um campo bom, não vamos jogar em um campo escuro, um campo bom e temos tudo para apagar essa última partida”

O Almirante joga pelo empate no confronto, já que obteve melhor campanha na fase de grupos. O zagueiro não descartou-a, mas afirmou que o time vai em busca da vitória: “A gente não pode entrar em campo pensando nisso. Vamos entrar sempre respeitando o Resende. A gente pode usar a vantagem, que é boa. Mas vamos buscar a vitória”.

Werley se reapresentou ao Vasco nessa tarde (11) para treinamentos. O atleta havia sido liberado por tempo indeterminado para tratar do reconhecimento do corpo e do funeral de seu primo Pablo Henrique, que faleceu no incêndio no Ninho do Urubu. 

Castan lembrou a adolescência ao lado do companheiro, lamentou o momento difícil e afirmou que o Vasco jogará pelo primo de Werley: “Tivemos juntos na adolescência. É uma situação complicada. Werley é um cara sensacional, uma pessoa espetacular e vamos dar muita força para ele. O Brasil inteiro sentiu isso. Primeira coisa que falei é que vamos jogar pelo primo dele”

Apesar do retorno aos treinamentos, o jogador ainda é dúvida para o duelo diante do Resende. O capitão alvinegro comentou o fato e relembrou os tempos de base, além de lamentar os sonhos interrompidos dos meninos que faleceram na tragédia. 

“Conversei com ele agora. Acho que isso (jogar quarta) é individual de cada um e ele precisa decidir. Fizemos categoria de base no mesmo time (Atlético-MG). Nosso quarto era um de frente para o outro. A gente não conversou com a psicóloga. Ela deve estar conversando com Werley. A gente ama jogar futebol e é continuar jogando. Honrando aqueles que se foram. Tantos garotos que sonham jogador futebol e esse sonho foi interrompido”.

VAVEL Logo