Neymar machuca, Brasil define no primeiro tempo e derrota Catar em amistoso
Lucas Figueredo/CBF

dTestando suas forças no penúltimo amistoso antes da Copa América, o Brasil venceu o Catar, por 2 a 0, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Os gols foram marcados por Richarlison e Gabriel Jesus. Apesar do triunfo, vem um desfalque importante: o atacante Neymar sofreu uma entorse no tornozelo direito e precisou sair ainda no primeiro tempo direto para o vestiário.

Alegria + preocupação

Assim que a bola rolou, o Catar tentou dar as caras, mas foi de assustar. O lateral Pedro Miguel avançou pela direita e Miranda colocou a bola para escanteio. Hatem cobrou no meio da área e Felipe Luís cortou.  Logo, a partida foi dominada pelos comandados de Tite. Aos 10', Philippe Coutinho tirou um grito de quase da torcida. O  jogador cortou para o meio e arrematou. A bola passou perto da trave de de Al-Sheeb. Mais a comemoração veio cinco minutos depois. O próprio camisa 11 tocou para Daniel Alves. O lateral cruzou na medida e Richarlison cabeceou para o fundo das redes. Após o lance, veio o grande susto: com dores no tornozelo direito, Neymar foi ao banco de reservas e precisou sair do gramado carregado. Everton entrou em seu lugar.

Mesmo sem o craque, a seleção brasileira permaneceu no ataque. Aos 23', Richarlison ajeitou para Gabriel Jesus dentro da área. O camisa 9 tira do goleiro e finalizou no canto esquerdo. O terceiro tento quase veio com Coutinho. Aos 32', Daniel Alves chutou de fora da área e o goleiro espalmou para o lado. No rebote, o meia manda à esquerda do gol.

Pé no acelerador 

O ritmo da segunda etapa foi mais lenta e com poucas emoções.  Uma das melhores oportunidades aos 10'. Após troca de passes, Gabriel Jesus recebeu na área, bateu cruzado e o goleiro defendeu à queima roupa. Aos 27', Al-Haydos resolveu arriscar de fora da área e mandou para fora.  Em seguida,  David Neres alçou para Daniel Alves, que na entrada pegou mal e isolou para longe.

O Catar apareceu com perigo em bola parada. Aos 34', Khoukhi bateu falta em direção ao gol e Ederson pulou para fazer a defesa.  Nos acréscimos, Marquinhos recuou mal e Abdulsalam partiu em velocidade para dentro da área. O arqueiro brasileiro saiu na bola e acabou atropelando o adversário. O VAR entrou em ação e o juiz venezuelano Jose Argote marcou pênalti. Aos 50', Ederson caiu para o lado esquerdo e Khoukhi carimbou o travessão.

Quem é o próximo?

A Seleção Brasileira termina sua preparação no domingo (9). A camisa verde e amarela irá encarar a Honduras, às 16h (de Brasília), no Beira-Rio, em Porto Alegre.

VAVEL Logo