Barroca lamenta expulsão após nova derrota do Coritiba: "Interferiu na dinâmica do jogo"
Foto: Divulgação/Coritiba FC 

O Coritiba fez um bom primeiro tempo na derrota por 3 a 1 Corinthians, nesta quarta-feira (19), na Arena Corinthians, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro Série A. Mas a expulsão de Yan Sasse na etapa inicial e as falhas da defesa acabaram sendo fatores decisivos para a derrota do Coxa.

"Hoje, infelizmente, aconteceu um fato atípico, uma expulsão muito cedo, que interferiu em qualquer projeção em relação à dinâmica do jogo, como já tinha acontecido contra o Flamengo", pontuou o técnico Eduardo Barroca.

Apesar da sexta derrota seguida - quatro no Brasileirão e duas no Paranaense -, Barroca fez questão de dar moral aos seus jogadores e salientar mudanças para a remontada na tabela.

Hoje é um dia que preciso exaltar os jogadores que ficaram em campo. A nossa equipe foi brava, teve coragem para sair jogando e criar situações mesmo com um a menos contra uma equipe forte que é o Corinthians. Pensando no jogo de hoje, é difícil avaliar de maneira justa. Naturalmente, pelos resultados dos últimos jogos, nós precisamos sair dessa zona de emergência o mais rápido possível e acredito que só vamos fazer isso jogando bem. É buscar a vitória o mais rápido possível tentando jogar o melhor que a gente puder”, completou.

Após a expulsão, o árbitro Bráulio da Silva Machado marcou um pênalti para o Corinthians. O goleiro Wilson pegou, mas o árbitro viu que ele se adiantou e voltou. Jô até mudou de lado, mas novamente Wilson defendeu. Sassá até marcou o gol do Coxa, mas não conseguiu evitar mais uma derrota no Brasileirão.

Na próxima rodada, o lanterna Coritiba visita o Red Bull Bragantino, no próximo domingo (23), às 16h, no estádio Nabizão, pela quinta rodada do Brasileirão

VAVEL Logo