Pragmático, Avaí supera Botafogo-SP e diminui distância para G-4
Foto: José Bozza/Agência Botafogo

Lidando com muitos desfalques por causa da Covid-19, que atingiu até o técnico Geninho e o auxiliar Evando, o Avaí buscou a terceira vitória seguida na Série B. Nesta segunda-feira (23), o Leão venceu o vice-lanterna Botafogo-SP por 1 a 0, no estádio Santa Cruz, pela 23ª rodada da competição. Airton, de cabeça, marcou o gol da partida em Ribeirão Preto.

Além dos vários desfalques que nem viajaram para São Paulo, o Avaí ainda perdeu o lateral Edilson, que foi diagnosticado com Covid-19 no dia do jogo, e o zagueiro Betão, com conjutivite, horas antes da partida. Do outro lado, o Botafogo-SP teve a reestreia do treinador Moacir Júnior.

Avaí aproveita bola parada

Dentro de sua proposta, o Avaí conseguiu ser eficiente no começo do jogo. O Botafogo-SP entrou em campo sem centroavante por causa de desfalques e teve um ataque mais móvel, mas, na primeira metade da etapa inicial, não conseguiu superar a defesa bem montada do rival - além dos zagueiros, o Leão teve Alemão na lateral-direita e Ralf à frente da zaga para proteger seu gol.

O time da casa apostou em chutes de fora da área, principalmente com Rafinha, que chegou a exigir defesas de Gledson logo no começo da partida e depois em cobrança de falta aos 34, mas também com Val e Matheus Anjos. 

Do outro lado, na bola parada, o Avaí conseguiu construir sua vantagem. Aos 21, em cobrança de falta ensaiada, Alemão recebeu de Valdívia e levantou na cabeça de Airton, que apareceu livre e fez 1 a 0. Usando o mesmo artifício, Rômulo, em jogada de escanteio, quase ampliou em uma meia-bicicleta dentro da área, que acabou parando na defesa tricolor.

Na reta final da primeira etapa, o Avaí cedeu a posse de bola ainda mais ao Botafogo, que passou a rondar mais a área azurra e até teve momentos de pressão, mas o Leão conseguiu se segurar.

Botafogo tropeça nas suas limitações

O Botafogo iniciou a segunda etapa exercendo a pressão que conseguiu na reta final do primeiro tempo, mas, aos poucos, o ímpeto diminuiu. Matheus Alessandro e Ronald tiveram algumas jogadas de velocidade pelos lados com boas condições, que acabaram desperdiçadas pela falta de precisão.

O Avaí subiu mais as linhas e, aproveitando o nervosismo e a pressão para cima dos mandantes, também conseguiu alguns espaços para o contra-ataque, que acabaram sendo desperdiçados. Mesmo assim, o time conseguiu segurar um pouco mais a bola no ataque e sofrer menos assédio dos mandantes.

Ao longo da partida, a necessidade do Botafogo de buscar o ataque se juntou ao desespero, o que afetou muito as decisões no terço final. O Avaí se fechou e o Pantera terminou a partida com mais de 60% de posse de bola, mas bem menos chances claras no segundo tempo em comparação ao primeiro. No fim, a postura conservadora do Leão, mais uma vez, foi suficiente para os catarinenses saírem vencedores e ampliarem para cinco jogos a sequência invicta.

Classificação e próximos compromissos

A vitória leva o Avaí para os 36 pontos, em sexto lugar. No momento, o time está um ponto atrás do Juventude, quarto colocado, que ainda joga na rodada. Já a situação do Botafogo é cada vez mais difícil. O time é vice-lanterna com apenas 18 pontos, sete a menos que os primeiros times fora da zona de rebaixamento, Vitória e Cruzeiro, que têm um jogo a menos.

Os dois times têm confrontos diretos na próxima rodada. O Botafogo-SP joga na próxima quinta-feira (26) contra o Figueirense, fora de casa, às 21h30. Já na sexta-feira (27), o Avaí visita o Cuiabá, às 22h30. 

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore
VAVEL Logo