Avaí marca dois no primeiro tempo, bate Paysandu e se mantém no G-4

Leão conquista sua quinta vitória seguida e diminui distância do primeiro colocado na tabela

Avaí marca dois no primeiro tempo, bate Paysandu e se mantém no G-4
Foto: Jamira Furlani / Avaí FC
Avaí
2 0
Paysandu
Avaí: Renan; Fagner Alemão, Fábio Sanches, Betão e Gabriel; Luan, João Filipe (Caio César), Renato e Marquinhos (Tatá); Romulo e Lucas Coelho (Vitor). TÉCNICO: Claudinei Oliveira.
Paysandu: Emerson; Roniery, Fernando Lombardi, Gilvan e Lucas (João Lucas); Rodrigo Andrade, Jhonnatan (Rivaldinho) e Rafael Costa; Tiago Luis, Leandro Cearense e Jobinho (Mailson). TÉCNICO: Dado Cavalcanti.
Placar: 1-0, min. 24/1ºT, Marquinhos. 2-0, min. 44/1ºT, Renato.
ÁRBITRO: Alisson Sidnei Furtado. AVAÍ: Marquinhos e Caio César. PAYSANDU: Roniery, Lucas e Fernando Lombardi.
INCIDENCIAS: Partida válida pela 28ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, realizada no estádio da Ressacada.

Em confronto válido pela 28ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Avaí, embalado por uma série de quatro vitórias, recebeu o instável Paysandu no estádio da Ressacada nesta sexta-feira (30) e garantiu mais um triunfo na competição. O placar de 2 a 0 definido ainda no primeiro tempo garantiu os três pontos ao Leão que retornou ao G-4.

Um primeiro tempo de maior domínio do Papão e com dois gols do Avaí. Assim pode se definir a etapa inicial, onde os visitantes se impuseram mais no jogo, mas quem encontrou o caminho do gol foi o mandante, em cobrança de pênalti convertida por Marquinhos, e um tento de Renato próximo ao intervalo. No segundo tempo, pouco perigo e poucos lances de ambos os lados, já que o Leão apenas administrou o resultado e o Paysandu cansou de correr atrás do prejuízo.

O resultado coloca o Avaí na terceira posição do G-4, com 45 pontos, enquanto o Paysandu cai para o 14º lugar com 35 pontos. A próxima rodada contará com o Leão recebendo o Goiás na Ressacada na próxima terça-feira (4) às 21h30, enquanto o Papão recebe o Vasco no Mangueirão no mesmo dia e horário.

Paysandu domina, mas Avaí abre vantagem no placar

Apesar do Avaí jogar em casa, quem começou impondo o jogo foi o visitante, tanto que o primeiro lance da partida foi por conta do Paysandu, que tentou lançar Jobinho nas costas da zaga, mas o atacante demorou um pouco para chegar na bola e Renan acabou segurando. O primeiro lance de fato perigoso surgiu aos oito minutos, também do lado do Papão, comTiago Luis cortando um adversário, limpando e batendo de fora da área. O objetivo era buscar o canto direito do goleiro Renan, mas a bola passou ao lado da trave. 

O domínio dos visitantes era maior, tanto que nos 15 minutos iniciais a posse de bola do Paysandu era de 60% contra 40% do Avaí. Porém, a chance de ouro do Leão surgiu em um lance aos 22 minutos. No meio de três marcadores, João Filipe avançou e invadiu a área, mas foi parado por um tranco de Lucas, que o derrubou e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança aos 24 minutos, Marquinhos converteu de pé esquerdo, com força e no meio do gol. O goleiro Emerson caiu para o lado e não conseguiu evitar que os donos da casa abrissem o marcador.

A partida seguiu apática, mas equilibrada e com poucos lances expressivos, até que aos 35 minutos o Papão apareceu e levou perigo com uma bomba de Tiago Luis, que bateu com muita força, de longe, mas com técnica. A bola explodiu no travessão e para o azar do atacante ela não entrou. 

Mesmo com a vantagem no marcador, o Avaí não se mostrou satisfeito e também evitou de poupar esforços para ampliar o placar no final do primeiro tempo, tanto que aos 44 minutos, Marquinhos cobrou falta com muita precisão e Renato fez o desvio, pegando Emerson de surpresa e ampliando o marcador. A partida foi até os 47, mas nada expressivo aconteceu e o Leão garantiu a vantagem parcial na Ressacada.

Leão administra vantagem e garante vitória

Sem mudanças nos times, Avaí e Paysandu retornaram para o segundo tempo da partida. O Papão tentava pressionar com cruzamentos de todo o tipo, tanto rasteiros quanto aéreos, mas a defesa do Leão conseguia se dar melhor e afastar o perigo. Os donos da casa conseguiram apresentar uma postura com setores próximos, com defesa, meio e ataque ajustados.

A desvantagem no placar não foi motivo para que o Paysandu desistisse de buscar jogo. Aos 12 minutos, em cruzamento fechado, o Papão levou perigo para o Avaí, mas Renan conseguiu tirar a bola praticamente da cabeça do atacante com um tapinha. Quase que como resposta um minuto depois, o Leão se aproveitou de um vacilo adversário na saída de bola e João Filipe tocou de primeira, assim como Romulo bateu de canhota de fora da área, levando perigo para a meta de Emerson.

Mesmo tentando e apresentando vontade, o Papão não conseguia efetividade nas jogadas. O Avaí por sua vez, trocava passes sem muita pressa, já que o resultado já estava favorável. Isso fez com que o Paysandu demonstrasse maior cansaço por insistir sem êxito, apesar da maior posse de bola. O segundo tempo seguiu sem muita efetividade das equipes, que mal apresentaram chances reais de gol por quase 30 minutos, apenas apostando nos desarmes e toques de bola pacatos.

O Avaí foi quem quebrou a ausência de finalizações expressivas somene aos 41 minutos, quando Romulo recebeu a bola no pivô, girou com classe e bateu forte, mas Emerson espalmou para fora. Os donos da casa mostravam boa administração do resultado favorável, que conseguiram segurar até o apito final, garantindo de fato a vitória.