Chapecoense vence Inter de Lages com gols de Guilherme e segue invicta no Catarinense

Com dois de atacante emprestado pelo Grêmio, Verdão do Oeste mantém 100% de aproveitamento no Estadual

Chapecoense vence Inter de Lages com gols de Guilherme e segue invicta no Catarinense
Foto: Sirli Freitas/Chapecoense
Chapecoense
2 0
Inter de Lages
Chapecoense: Jandrei; Eduardo, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco (CA); Amaral, Moisés Ribeiro, Elicarlos e Nadson (Alan Ruschel); Guilherme (Júlio Cézar) e Wellington Paulista (CA). Técnico: Gilson Kleina
Inter de Lages: David (CA), Jean, Fernando Belém, Gregory e Sanchez; Bruno, Luiz Menezes (Gabriel Lagoa), Jeferson (Toschi) e Mateus Arence; Rafhael Lucas (Luizinho) e Max. Técnico: Leandro Niehues

O Chapecoense recebeu o Inter de Lages neste domingo (21), à 17h na Arena Condá, pela segunda rodada do Campeonato Catarinense. Apesar da chuva e do vento que dificultaram a partida para os jogadores, os donos da casa ganharam de 2 a 0 e mostraram porque estão na Série A do Braileirão. 

Os dois gols saíram de Guilherme, no segundo tempo, quando a chuva cessou. Com o resultado, o Verdão segue invicto na liderança do campeonato, na frente do Figuerense pelo saldo de gol. O Inter de Lages, entretanto, caiu três posições no fim da rodada e está na sétima posição. 

Na próxima rodada a Chape enfrenta o Criciúma, no Sul de Santa Catarina. A partida está marcada para quarta-feira (24) às 21h45. Já o Leão Baio vai para o Norte do estado e enfrenta o JEC no mesmo dia às 20h30.

Vento e chuva eram o rival

O primeiro tempo foi marcado por muita chuva e vento. O Chape dominou o jogo, mas sentia dificuldade no passe de bola pois o gramado tinha muitas poças e o vento influenciava na direção da bola. Apesar disso, a melhor chance veio no começo da partida, quando Wellington Paulista cabeceou perto da trave esquerda.

Quando a chuva cessou, depois dos 30 minutos, as chances do Verdão aumentaram. Enquanto o Inter de Lages precisou trabalhar muito para defender, Bruno Pacheco aproveitou a sobra do escanteio e chutou forte para gol, mas a bola foi para fora. Depois, Nadson tentou de longe e a bola bateu na rede, mas pelo lado de fora. 

No segundo tempo, com o gramado mais seco, o Chapecoense deixou claro sua superioridade de jogo. Logo aos 18 minutos, o primeiro gol saiu: Nadson mandou para Guilherme, que invadiu a área e chutou rasteiro, por baixo do goleiro David. Pouco depois, mais um. Eduardo cruzou pela esquerda para o atacante, que se posicionou bem e cabeceou forte para a rede. 

Com a vitória garantida, o Verdão mandou no jogo até o fim. Chegou a ter a chance de marcar mais um, quando Eduardo mandou uma bomba de esquerda para o gol, mas David se esticou e conseguiu salvar. No fim, a partida terminou com a certeza que o Chapecoense pode sim conquistar o tri-campeonato Catarinense.