Brasil decepciona de novo e empata sem gols contra Iraque

Neymar novamente não conseguiu render o espero e Brasil teve dificuldades para criar oportunidades. Outra vez a seleção perdeu chance com gol vazio, desta vez com Renato Augusto

Brasil decepciona de novo e empata sem gols contra Iraque
Foto: Reuters
Brasil
0 0
Iraque
Brasil: Weverton; Zeca, Rodrigo Caio, Marquinhos e Douglas Santos (William, min. 34'/2ºT); Thiago Maia, Renato Augusto e Felipe Anderson (Luan, min. 0'/2ºT); Neymar, Gabriel Jesus (Rafinha Alcântara, min. 10'/2ºT) e Gabriel. Técnico: Rogério Micale.
Iraque: Mohammed Hameed; Mustafa Nadhim, Alaa Ali, Ahmed Ibrahim e Dhurgham Ismail; Saad Natiq, Ali Adnam, Sherko Kareem (Humam Shariq, min. 17'/2ºT), Saad Luaibi (Ali Faez, min. 34'/2ºT) e Amjed Attwan; Abdul-Raheem (Hammadi Ahmed, min. 38'/2ºT). Técnico: Abdul Al Ghazali
INCIDENCIAS: 2ª rodada da fase de grupos dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, jogo realizado no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Após o empate na estreia (leia mais), o Brasil enfrentou o Iraque no estádio Mané Garrincha, em Brasília, na noite deste domingo (7), e novamente não saiu do empate sem gols, em partida válida pela segunda rodada da fase preliminar dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Com Neymar apagado, a seleção brasileira teve dificuldades e criou poucas chances, não sabendo aproveita-las.

No primeiro tempo, o Brasil jogou melhor e criou boas chances do início ao fim. Entretanto, na etapa final o time sentiu a falta de um armador no meio e criou poucas oportunidades. Somente no final do jogo pressionou o Iraque, chegando a perder um gol claro com Renato Augusto. A torcida no Mané Garrincha protestou com vaias e gritos de "Marta"

O Brasil volta a campo na quarta-feira (10), contra a Dinamarca. A seleção ainda está na segunda posição do Grupo A e para avançar de fase precisa vencer para se classificar às quartas de final. A Dinamarca é a líder do grupo com quatro pontos.

Brasil domina, cria chances, mas não marca

Desde o início do jogo o Brasil buscou criar oportunidades, mas furar a defesa do Iraque não era algo fácil. Nos dois primeiros minutos de jogo, Gabriel Jesus teve oportunidade para abrir o placar, mas na primeira tentativa parou no goleiro Mohammed Hameed e na segunda mandou para fora.

O Iraque entrou com esquema defensivo, retrancado, e ficou assim o tempo todo, o que dificultava a vida dos jogadores brasileiros. Os jogadores iraquianos também não tentavam jogar, apenas tentavam ganhar tempo e impedir o Brasil de jogar.

Com a pressão de conseguir a vitória, os jogadores brasileiros mostravam nervosismo a cada jogada construída no ataque. Aos 23 minutos, Gabriel Jesus entrou na área e caiu após contato com Ibrahim, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Cinco minutos depois, Gabriel balançou as redes, mas o assistente marcou impedimento.

O Brasil cresceu no jogo e as jogadas começaram a aparecer. Aos 31 minutos, Zeca parou no goleiro iraquiano. Pouco depois, aos 35, Gabriel deixou com Jesus, que fez o pivô. O atacante se livrou da marcação e chutou no canto, mas a bola saiu pela linha de fundo. Até Neymar tentou gol olímpico, mas o goleiro do Iraque salvou. O Brasil tentou, mas não saiu do zero até o intervalo.

Brasil não consegue marcar, empata outra vez sem gols e se complica

A seleção brasileira voltou com mudanças e mais ofensiva no segundo tempo, com Luan no lugar de Felipe Anderson. Porém, o que se via em campo era uma equipe sem muita criação no meio e criando menos oportunidades em relação ao primeiro tempo.

A primeira grande oportunidade só surgiu aos 20 minutos, quando Luan roubou a bola do adversário, tabelou com Gabriel e finalizou de fora da área, mas a bola parou nas mãos do goleiro do Iraque. Depois disso, somente aos 32 minutos quando Thiago Maia arriscou de longe e obrigou o goleiro adversário defender. A falta de criatividade, junto do nervosismo e da pressão, resultaram no segundo tempo apático da seleção, com muitas vaias e protestos na arquibancada.

Somente no fim do jogo o Brasil voltou a pressionar. Aos 47 minutos, na melhor jogada da seleção no jogo, Renato Augusto - com o gol vazio - não aproveitou bem o cruzamento de William e finalizou por cima. Aos 49, Gabriel driblou o goleiro e caiu, mas o árbitro mandou seguir. Aos 51, Rafinha Alcântara aproveitou a sobra na entrada da área e chutou por cima, levando perigo. Mas terminou assim, novamente empate sem gols.