Com dois gols de Gabriel Jesus, Brasil vence e Chile fica de fora da Copa do Mundo

Com a derrota e a combinação de outros resultados, chilenos estão fora da Copa na Rússia em 2018

Com dois gols de Gabriel Jesus, Brasil vence e Chile fica de fora da Copa do Mundo
Foto: Alexandre Schneider/Getty Images
Brasil
3 0
Chile
Brasil: Éderson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Alex Sandro; Casemiro, Paulinho e Renato Augusto (Fernandinho, min. 36'/2ºT); Coutinho (Roberto Firmino, min. 41'/2ºT), Neymar (Willian, min. 39'/2ºT) e Gabriel Jesus. Técnico: Tite.
Chile: Bravo; Isla, Medel, Jara e Beausejour; Aránguiz (Pulgar, min. 0'/2ºT), Fuenzalida (Edson Puch, min. 17'/2ºT), Pablo Hernández e Valdívia; Alexis Sánchez e Eduardo Vargas. Técnico: Pizzi.
Placar: 1-0, min. 9'/2ºT, Paulinho. 2-0, min. 11'/2ºT, Gabriel Jesus. 3-0, min. 48'/2ºT, Gabriel Jesus.
INCIDENCIAS: 19ª rodada das Eliminatórias da América do Sul para a Copa do Mundo 2018, partida realizada na Arena do Palmeiras, em São Paulo (SP).

Já garantido na Copa do Mundo de 2018 na Rússia, o Brasil encerrou a participação nas Eliminatórias da América do Sul vencendo o Chile por 3 a 0, com dois gols de Gabriel Jesus e um de Paulinho. Com mais uma vitória, a Seleção Brasileira terminou na liderança e os chilenos estão fora da Copa.

Com a vitória, o Brasil termina as Eliminatórias na liderança com 41 pontos e tendo conquistado 12 vitórias em 18 jogos. Sofreu apenas uma derrota, ainda sob o comando de Dunga. Com Tite, ficou invicto. Já o Chile, com a derrota e outros resultados da rodada, ficou de fora da Copa do Mundo de 2018.

Atuação ruim marca o primeiro tempo

O Chile começou assustando logo aos dois minutos, mas Éderson apareceu bem e defendeu. Depois disso, o Brasil ensaiou uma leve pressão e criou algumas oportunidades. A primeira boa chance brasileira surgiu aos seis minutos, quando Renato Augusto recebeu na entrada da área e buscou colocar no ângulo, mas a bola saiu pelo lado.

A melhor chance do Brasil no primeiro tempo aconteceu aos 16 minutos. Na saída de bola errada do Chile, Gabriel Jesus recebeu e achou Neymar livre na área, mas Bravo fez a grande defesa da primeira etapa e manteve o zero no placar. O goleiro chileno ainda salvou uma cabeçada de Gabriel Jesus aos 38 minutos.

Fora alguns lances isolados de perigo, o Brasil teve certa dificuldade para jogar. A forte marcação do Chile fez a seleção brasileira errar muitos passes e, apesar da pressão inicial, o primeiro tempo foi abaixo da média e com poucas chances criadas.

Neymar terminou o primeiro tempo levando cartão amarelo e discutindo com Aránguiz (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)
Neymar terminou o primeiro tempo levando cartão amarelo e discutindo com Aránguiz (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

Brasil vence e Chile está fora da Copa 

A Seleção Brasileira voltou para o segundo tempo com uma postura mais ofensiva e não demorou muito para abrir o placar. Aos nove minutos, Daniel Alves cobrou falta de longe, Bravo rebateu para o meio e Paulinho aproveitou o rebote para abrir o placar. Dois minutos depois, Neymar recebeu lançamento de Coutinho, invadiu a área e tocou para Gabriel Jesus só empurrar para o gol vazio e ampliar.

Depois de conseguir dois gols seguidos, a Seleção Brasileira ficou mais tranquila em campo e os chilenos começaram a perder a cabeça. Neymar passou a ser caçado e sofreu diversas faltas. O camisa 10 só voltou a levar perigo aos 28 minutos, quando recebeu na área e finalizou de canhota, mas a bola acertou a rede de fora.

Os resultados da rodada obrigavam o Chile a conseguir pelo menos um gol contra o Brasil para conseguir a vaga na repescagem. No desespero, até o goleiro Bravo foi para a área em escanteio já nos acréscimos. Porém, a defesa brasileira afastou e gerou contra-ataque. Willian recebeu e lançou Gabriel Jesus, que entrou livre com bola e tudo para fechar o placar e eliminar os chilenos da Copa do Mundo.

No retorno a Arena do Palmeiras, Gabriel Jesus marcou duas vezes (Foto: Miguel Schincariol/AFP)
No retorno a Arena do Palmeiras, Gabriel Jesus marcou duas vezes (Foto: Miguel Schincariol/AFP)

Seleção Brasileira