Henríquez segue vetado por lesão na coxa e desfalca Sport por mais duas semanas

Zagueiro apresentou séria lesão momentos antes do duelo contra o Corinthians; outro afastado é o atacante Túlio de Melo, que realiza trabalhos específicos para readquirir condicionamento físico

Henríquez segue vetado por lesão na coxa e desfalca Sport por mais duas semanas
(Foto: Williams Aguiar/Sport Recife)

O elenco do Sport não é recheado com muitas opções. Quando um jogador considerado titular sente alguma lesão, a preocupação ronda o ambiente rubro-negro por causa da reposição dos atletas. Com um elenco enxuto, não existem muitas alternativas. Por isso, o condicionamento físico dos jogadores, embora a maratona de partidas seja algo desgastante, é uma das prioridades do clube.

Ainda assim, é impossível alguém não sentir o desgaste por causa do acúmulo de jogos. Embora mais vazio que em outras épocas do primeiro semestre, o departamento médico do Sport trabalha para recuperar a condição física dos lesionados o quanto antes. Nesta semana, a junta médica leonina divulgou um panorama dos atletas com mais tempo fora dos gramados: o zagueiro Oswaldo Henríquez e o atacante Túlio de Melo

Segundo o diretor-médico da equipe pernambucana, Cléber Maciel, o defensor passa por tratamento intensivo e o retorno aos treinamentos ainda deve demorar um pouco, mais precisamente duas semanas, caso o processo de recuperação aconteça exatamente como previsto.

"Ele está no meio tratamento, tem uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda e ainda refere dor. Ele vem se tratando de forma intensa, e a gente espera que nas próximas duas semanas consigamos ter uma resposta mais precisa sobre o caso", afirmou.

Outro que está liberado pelo departamento médico por não apresentar nenhum tipo de lesão, mas que requer cuidados é o atacante Túlio de Melo. O centroavante ainda não desempenhou em campo o que a diretoria e os torcedores esperavam. Boa parte disso por causa das ausências por lesão. Embora não apresente lesão, o jogador tem uma rotina mais amena de trabalhos e geralmente realiza atividades de fortalecimento muscular. A direção médica explicou o panorama físico do atleta.

"Túlio praticamente não frequenta o departamento médico. Ele teve um problema no jogo contra o Santa Cruz no Estadual que gerou uma contusão óssea por um trauma que o tirou por um mês de jogo. Continuou tratando, mas esse problema levou ele a ter uma dor residual e quando aumenta a intensidade dos treinos ou jogos, ele começa a referir mais dor. Túlio faz um trabalho de reforço muscular visando diminuir essa sensação de dor. Não é algo que o impossibilite de jogar. Ele está apto ao jogo e assim esperamos fazê-lo evoluir para que as dores sumam com o andamento dos trabalhos diferenciados. Túlio tem algumas particularidades que precisa trabalhar na região ao redor do joelho, mas não limita ele em nada",  destacou.

Quem também esteve ausente nos últimos treinamentos do Sport foi o volante Rithely, um dos principais atletas da equipe desde a temporada passada. Por causa da frenética sequência de jogos, o jogador apresentou dores na panturrilha e foi poupado para preservar o condicionamento.

"Rithely sente um incômodo e aproveitamos essa semana, já que não tinha jogos, para recondicionar melhor o atleta, que vem em uma sequência desgastante de jogos. Por isso, ganhamos tempo para terminar essa reabilitação e, após isso, esperamos diminuir essa frequência de dor para que ele pare de sentir esse incômodo", finalizou.

Diante desse panorama, o técnico Oswaldo de Oliveira tem em mente a escalação que pretende usar no duelo contra o Coritiba. O jogo será realizado às 11 da manhã deste domingo (12), no Estádio Couto Pereira, na capital paranaense, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

Com Durval, Rithely e Serginho confirmados, além de Ronaldo improvisado na lateral-direita em substituição ao suspenso Samuel Xavier, o time a ser escalado deve contar com: Magrão; Ronaldo, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Serginho, Gabriel Xavier, Diego Souza e Éverton Felipe; Edmilson.