Pilotos usarão pinturas retrô em seus capacetes para o GP de número 1000, na China
Foto: Divulgação/Rede Social

Pilotos usarão pinturas retrô em seus capacetes para o GP de número 1000, na China

Maior categoria do automobilismo chega à marca histórica neste final de semana

matheus-gabriel
Matheus Gabriel

Com o aval da organização da F1, alguns pilotos estão apresentando artes diferentes para seus capacetes que serão usados na corrida deste domingo (14), na China. Daniel Ricciardo e Nico Hulkenberg, ambos da Renault, decidiram usar pinturas retrô. O alemão manteve as cores da equipe em sua maior parte, enquanto o australiano optou por uma arte de cor única, cinza claro. O detalhe especial do capacete de Ricciardo é que algumas manchas estão presentes na parte da frente do casco, simbolizando os capacetes utilizados antigamente, que ficam sujos devido à constância de uso.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

1000th Grand Prix for @f1 this weekend. @jmd_helmets went retro for me 👌🏼 #sirjackbrabham

Uma publicação compartilhada por Daniel Ricciardo (@danielricciardo) em


O jovem estreante da Williams, George Russell, faz homenagem para seu ídolo de infância, Juan Pablo Montoya, dividindo seu capacete com sua pintura de um lado, e a clássica de Montoya do outro.

O francês da Haas, Romain Grosjean, optou por uma pintura mais simples e limpa, fazendo alusão ao GP de número 1000 apenas com a logo oficial da F1. Ele promete usar a pintura outras vezes na temporada.

"Provavelmente vou manter por um longo tempo. Será uma corrida única, muito especial. Não é nada especial sobre a minha carreira, mas apenas uma pintura clássica para essa ocasião", disse.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo