Heptacampeão da Libertadores, Independiente carrega o apelido de 'Rey de Copas'

Rojos são os maiores campeões da Copa Libertadores e ostentam número de títulos com orgulho

Heptacampeão da Libertadores, Independiente carrega o apelido de 'Rey de Copas'
Foto: Marcelo Endelli/Getty Images

Independiente é um clube de enorme tradição e um dos maiores campeões do continente americano. A fama de Rey de Copas não existe à toa, obviamente. Desde sua fundação, em 1905, são 16 troféus internacionais conquistados, o que evidencia sua grandeza.

Na vasta história do Rojo, as sete taças da Copa Libertadores são o que mais chama atenção. A equipe argentina é a maior vencedora do torneio, tendo conquistado-o duas vezes consecutivas na década de 1960, quatro seguidas na década de 1970 e a última no ano de 1984. 

O conto de Rey de Copas começou no dia 12 de agosto de 1964, quando o Independiente bateu o Nacional-URU na final da maior competição do continente. A partir de então, as conquistas internacionais continuaram a acontecer, aumentando a mística do clube e de seus torcedores, que mantiveram um 'reinado' por vários anos. 

Elenco do Independiente em 1965, quando também conquistou a Libertadores (Foto: Hulton Archive/Getty Images)
Elenco do Independiente em 1965, quando também conquistou a Libertadores (Foto: Hulton Archive/Getty Images)

Com o passar do tempo, outros times também começaram a usar tal apelido, como o tradicional Boca Juniors. Apesar de também ser conhecido pelos muitos títulos, eles vieram um pouco mais tarde: as primeiras Libertadores do Azul y Oro foram em 1977 e 1978, voltando a ser conquistadas novamente na década de 2000.

A fama do Independiente é, inclusive, inspiração para algumas músicas cantadas pelos torcedores, que acabam provocando clubes argentinos, como o rival Racing e o próprio Boca. Leia, a seguir, o refrão traduzido:

"Que os Bosteros não me encham o saco, oh oh;

A Argentina só tem um Rei de Copas, oh oh;

Que se chamará para sempre Independiente;

E não uma empresa branca e celeste."

O fanatismo por taças se mostra até no nome do estádio, situado em Avellaneda. A casa dos Rojos recebe o nome de Libertadores de América, uma justa homenagem à história do clube. Atualmente, ele tem capacidade para cerca de 52 mil torcedores.

'La Caldera Del Diablo' (Foto: PikoPress/LatinContent/Getty Images)
Foto: PikoPress/LatinContent/Getty Images

Agora, o Independiente parte em busca de seu 17° título internacional, enfrentando o Flamengo na final da Copa Sul-Americana. A partida de ida terminou em 2 a 1 para os argentinos, e a volta será disputada na próxima quarta-feira (13), às 21h45, no Estádio do Maracanã.