Mirita marca a favor, contra, é expulso e Corinthians e Mogi Mirim ficam no empate

Na noite deste domingo (09), em jogo válido pela 7ª rodada do Campeonato Paulista, o Corinthians foi até Mogi Mirim enfrentar a equipe da casa, as equipes empataram em 1 a 1 e o zagueiro Mirita foi o grande personagem da partida. O defensor abriu o placar para o Sapo, marcou contra e empatou o placar, foi expulso no final do segundo tempo e ainda teve que deixar o gramado na maca, com uma lesão na coxa.

O resultado não foi o ideal para o Alvinegro, mas, ao menos, encerrou uma sequência de quatro derrotas consecutivas da equipe do Parque São Jorge. Agora, o Corinthians terá a semana inteira para trabalhar visando o clássico contra o Palmeiras, no próximo domingo (16), às 16h00, no Pacaembu. O principal desfalque da equipe será o atacante Emerson Sheik, que recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora do Dérbi.

Em crise, o resultado do clássico do final de semana será ideal para o Timão que, atualmente, se encontra na última posição do Grupo C do Paulistão e tem a quinta pior campanha de todo o certame, o que faz a equipe estar uma posição apenas acima da zona de rebaixamento do campeonato estadual.

Já o Mogi Mirim perdeu boa chance de assumir a segunda colocação do Grupo D e entrar na zona de classificação para o mata-mata da competição. Agora, o Sapo enfrenta o Botafogo, em Ribeirão Preto, na próxima quinta-feira (13), às 19h30.

Mirita marca para os dois lados e primeiro tempo termina empatado

O Corinthians começou bem a primeira etapa e, em menos de dez minutos, assustou a meta do Mogi Mirim em duas oportunidades. Na primeira, Guilherme fez linda enfiada de bola para Fágner, o lateral-direito chegou até a linha de fundo e cruzou rasteiro para a pequena área. Romarinho desviou de letra e a bola tirou tinta da trave esquerda de Reynaldo. Depois, Zé Paulo sofreu falta na entrada da área, Guilherme bateu e a bola passou perto do travessão dos donos da casa.

Depois dos dez minutos iniciais, a partida perdeu muito em nível técnico e nenhuma das duas equipes criou oportunidades até os 37 minutos, quando o Mogi Mirim saiu na frente. Após cobrança de escanteio da esquerda, Gil tentou cortar, não alcançou a bola e o zagueiro Mirita aproveitou falha de Paulo André para subir livre na pequena área e testar firme para o fundo da rede. Aos 40, o Mogi quase ampliou. Serginho recebeu cruzamento, bateu forte e Walter fez boa intervenção.

Três minutos depois, o Corinthians achou o empate. Após sobra em cobrança de escanteio, Uendel fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para a pequena área. Na tentativa de afastar a bola, Mirita, o mesmo que abriu o placar para os donos da casa, mandou a bola contra a própria meta e igualou o marcador. No minuto final, o lateral-esquerdo Leonardo teve uma excelente chance, mas perdeu um gol incrível. Após cobrança de falta da esquerda, o lateral apareceu completamente livre na pequena área, mas desviou para fora.

Segundo tempo é semelhante ao primeiro, mas sem gols

Assim como na primeira etapa, o Corinthians começou o segundo tempo pressionando e assustando o Mogi. Logo no primeiro lance, Guilherme recebeu a bola dentro da grande área e finalizou, mas Reynaldo fez boa intervenção. Três minutos depois, foi a vez do arqueiro dos donos da casa fazer boa defesa em finalização de Emerson Sheik. Aos dez, Danilo cruzou, Reynaldo afastou e, no rebote, Ramírez cabeceou mal e o goleiro do Mogi teve tempo de se recuperar e agarrar a bola.

Quase como se fosse um padrão, o Timão diminuiu o ritmo depois dos dez primeiros minutos e a partida piorou bastante. As duas equipes trocavam passes, tentavam criar, mas não saiam do meio de campo. O Corinthians só voltou a assustar aos 27 minutos, quando Uendel chegou até a linha de fundo cruzou para a grande área e Romarinho carimbou a trave direita de Reynaldo.

Aos 35, Romarinho fez boa jogada individual, fintou dois marcadores mas errou na hora da finalização e mandou por cima do gol. A partida seguiu morna até os 41 minutos, quando Mirita deu entrada dura em Emerson Sheik e recebeu o cartão vermelho. Principal personagem do jogo, o zagueiro do Sapo ainda sentiu o músculo da coxa e teve que deixar o gramado de maca. Apesar de estar com um a mais, o Corinthians não conseguiu chegar ao gol da vitória e o empate foi o resultado final.

VAVEL Logo