Corinthians 2015: Jadson, a maestria do melhor jogador do Brasileirão
Atleta foi recebido na equipe sob desconfiança após troca polêmica com Alexandre Pato (Fotomontagem: Hugo Alves/VAVEL Brasil)

Camisa 10. Sinônimo de craque, cérebro do time e do principal jogador. No Corinthians, não tinha como ser diferente nesse Brasileirão. Jadson, ou Jadshow para a Fiel torcida, foi o melhor atleta na conquista do hexacampeonato alvinegro e também em toda a edição atual da Série A do Campeonato Brasileiro. A chegada ao Timão, ainda no início de 2014 gerou desconfiança, uma vez que o meia chegou em uma troca polêmica com o atacante Alexandre Pato, junto ao rival São Paulo.

No começo da trajetória na equipe corintiana, o meio-campista, que veio como principal nome para desempenhar tal função, viveu altos e baixos, deixando dúvidas a respeito do seu rendimento. Durante todo o último ano, o armador foi pouco utilizado com Mano Menezes - técnico à época - e aumentou a irregularidade dentro de campo, tal qual as críticas dos torcedores.

Em 2015, porém, tudo mudou. O retorno de Tite ao banco de reservas fez com que o articulador fosse mais valorizado, com formação diferente, novos parceiros no meio-campo e nova atitude. Com as novidades, Jadson renasceu na carreira e passou a ser fundamental, marcando gols e dando passes geniais, além de mais movimentação e liderança em campo, conquistados através da sequência.

A saída de Lodeiro, ainda durante a pré-temporada, fez com que "Magic Jadson" fosse mais presente nas escalações. A modificação no esquema tático, alterando do 4-2-3-1 ao 4-1-4-1, o deixou com maior liberdade na linha de quatro meias, dando espaços aos companheiros e criando jogadas das mais diversas maneiras.

Ao lado de Elias, Renato Augusto e Malcom, o destaque do Brasileiro conseguiu se sobressair a partir da diferenciação nas características de cada. Elias foi o elemento surpresa na meia-cancha, ajudando na defesa como volante e surgindo no ataque. Renato Augusto fazia a transição, buscando jogadas individuais, enquanto Malcom fez o apoio ofensivo com velocidade.

Com enorme potencial na bola parada, o atleta trouxe uma variação no estilo de jogo, se tornando o maior garçom do certame. Muitas desses assistências saíram em cobranças de falta e escanteio, usando a jogada aérea como ponto-chave. Apesar da sua função ser servir, se destacou também com gols marcados, sendo o artilheiro do escrete no nacional.

VAVEL Logo