Santa Cruz vence Salgueiro fora de casa em jogo truncado e respira no Pernambucano
Salgueiro não conseguiu fazer valer o mando de campo (Foto: Darlando Barros / Especial à VAVEL Brasil)

Pela sexta rodada do Hexagonal do Título do Campeonato Pernambucano, Salgueiro e Santa Cruz se enfrentaram na tarde deste domingo (5), no Cornélio de Barros, casa do Carcará, em Salgueiro. Com gol de Halef Pitbull no começo do jogo, a equipe coral venceu por 1 a 0.

Com o resultado, o tricolor continua com nove pontos, só que agora abrindo cinco à frente do Belo Jardim, primeiro fora da zona de classificação para as semi-finais do estadual. O Santa agora volta suas forças para a Copa do Nordeste, quando enfrentará na Arena Pernambuco, o rival Náutico, no próximo domingo (12).

Já o Salgueiro terá agora 15 dias para treinar e tentar se recuperar contra outro grande em casa. O tempo de preparação vem porque as equipes da capital tem compromissos por Copa do Brasil e Copa do Nordeste. O rival do dia 19 também será o Náutico, que o Carcará venceu fora de casa. O time precisa de quatro pontos para confirmar sua iminente classificação.

Santa se impõe e abre o placar

Mordido pela derrota em casa para a equipe sertaneja, o Santa Cruz fez o que se esperava, procurando partir para cima desde o primeiro apito do árbitro, mesmo com o forte calor, um dos pontos que faz o Salgueiro conquistar tantos pontos em sua casa. Aos 5', a primeira jogada de perigo do time tricolor. Halef Pitbull, o melhor em campo na primeira etapa, deixou Léo Costa na cara do gol. O meia dominou mal e mandou por cima do gol de Mondragon.

Mas aos 9 minutos não teve jeito, Pitbull experimentou de longe e contou com o desvio na zaga para encobrir o goleiro adversário. Mesmo assim, um golaço que abriu o placar para a Cobra Coral no Salgueirão. Pouco depois, Barbio entrou em velocidade na área e perdeu grande chance, após ótima defesa de Mondragon.

A resposta do Salgueiro só veio aos 33'. Valdeir driblou Vitor e chutou de longe, assustando muito o goleiro Júlio César, quase empatando o jogo. Logo depois, nova tentativa de fora da área, dessa vez numa cobrança de falta novamente com Valdeir, jogador mais perigoso do Carcará, mas a bola explodiu na barreira.

Segundo tempo fraco não altera placar

O segundo tempo voltou morno, com a Cobra Coral tentando segurar a partida trocando passes em seu campo de defesa, sem procurar o ataque. A morosidade da segunda etapa só terminou com o cruzamento de Tamandaré e cabeçada de Rodolfo Potiguar. O juiz marcou impedimento, mas mesmo assim, destaque para defesa milagrosa de Júlio César.

As substituições feitas pelos técnicos das equipes tinham objetivos diferentes e quem se deu melhor foi Eutrópio. Mesmo colocando o time para frente, Evandro Guimarães viu seu time continuar apático e sem força para empatar o jogo. O final do jogo terminou mesmo com a vitória do Santa, que deu um respiro a equipe da capital.

VAVEL Logo