Zago admite baixo rendimento do Inter, mas avalia classificação de forma positiva
Antônio Carlos Zago fez as três substituições no decorrer da partida para tentar surpreender o Caxias.(Foto: Ricardo Duarte / Internacional)

Durante o tempo normal, o desempenho foi fraco, mas a classificação veio e era o que interessava ao Colorado. A derrota diante do Caxias por 1 a 0 nesta tarde (23) no Estádio Centenário teve um desempenho ruim do Internacional. Mas como havia vencido no Estádio Beira-Rio pelo mesmo placar (1 a 0), o Inter levou o jogo para as penalidades. E a partir daí, a história mudou. O Internacional converteu as cinco penalidades. Já o time da casa, apenas três. Assim, o clube da capital conseguiu a classificação.

Em entrevista após a partida, o técnico do Internacional Antônio Carlos Zago, avaliou o desempenho da equipe no jogo e citou o desgaste mental no confronto contra o Corinthians:

"Nossa equipe deixou a desejar no primeiro tempo. Era esperado pela sequência de jogos das últimas semanas. Na última quarta-feira houve um desgaste mental muito grande, que acaba cansando os jogadores. Em jogos seguidos, você não mantém a mesma concentração",  avaliou. O treinador falou sobre o crescimento da equipe no segundo tempo: "Melhoramos no segundo tempo. Tivemos mais posse de bola.Chegamos mais à área do adversário. O gol não saiu por um detalhe. A equipe levou a decisão para os pênaltis." disse o treinador.

Antônio Carlos citou a queda do time para a Série B do Campeonato Brasileiro como o principal motivo para a confiança dos jogadores para o decorrer desta temporada, e destacou importância dos treinamentos das cobranças: "Foi um teste importante pelo o que ocorreu no ano passado. Os jogadores estão recuperados. Foi importante lutar por esta decisão. Nos pênaltis, fizemos os cinco gols. Treinamos bastante e isso reflete em campo", destacou. 

Ainda na primeira etapa, o goleiro Marcelo Lomba que substitui Danilo Fernandes (lesionado), teve uma lesão na coxa e teve de ser substituído. Seu substituto foi o menino Keiller de 20 anos, terceiro goleiro do plantel colorado. Keiller defendeu duas penalidades. Uma durante o tempo normal, outra durante as cobranças de pênaltis. O comandante do Inter, lamentou a lesão de Lomba que vinha se firmando na equipe titular e  falou um pouco sobre o menino Keiller:

"Sempre gostei de por os garotos para jogar. Eles têm que ter oportunidades.  Vínhamos conversando sobre o Keiller e o Daniel, que atua no Inter B. São dois grandes goleiros. O Keiller está no caminho certo. Soube suportar bem a pressão do jogo. Uma semifinal onde a equipe não vinha jogando bem, mas acabou se sobressaindo sobre os demais jogadores. Seguro, com boas saídas do gol, boa reposição e no final, acabou salvando a gente nas penalidades máximas. Ele contribuiu bastante na partida de hoje.", completou Zago. 

Em um lance, Zago acabou se envolvendo em uma polêmica. O treinador foi acertado pelo atleta Elyeser, do Caxias. O lance ocorreu durante uma disputa entre os jogadores do Internacional e o atleta do Caxias, perto da área técnica. Antônio Carlos foi atingido no rosto pelo atleta e nega ter feito simulação: "Não sei se o Elyeser foi se proteger, mas pegou no meu olho. Só que ficou ali. O parabenizei pelo futebol que apresentou no Gauchão. É um jogador interessante. Ficou no campo (o fato ocorrido)", comentou.

O Internacional se reapresenta nesta terça-feira (25), às 16 horas. O clube começa a fazer a preparação para o primeiro jogo da final do Campeonato Gaúcho. O adversário do Inter é o Novo Hamburgo, que se classificou contra o Grêmio também nas penalidades. O primeiro confronto entre as duas equipes é no próximo domingo, às 16 horas no Estádio Beira-Rio.   

VAVEL Logo