Enderson Moreira aponta erros do América-MG em empate fora de casa no Mineiro

Gol sofrido aos 42 do segundo tempo deixou um gosto amargo na boca do time e do torcedor americano

Enderson Moreira aponta erros do América-MG em empate fora de casa no Mineiro
Foto: Mourão Panda/América-MG

O empate diante do Villa Nova, em Nova Lima, por 1 a 1, válido pela 11ª rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro 2018, teve sabor amargo para o América-MG. Sofrendo o gol derradeiro aos 42 minutos do segundo tempo, o Coelho não sofreu prejuízo na tabela, uma vez que já estava garantido na vice-liderança devido ao triunfo na rodada anterior.

Talvez a situação cômoda na tábua de classificação tenha relaxado demais a equipe no começo do jogo e, também, afetado o ritmo do adversário. Pelo menos, é a impressão do técnico Enderson Moreira. "O primeiro tempo das duas equipes foi muito ruim. Um jogo moroso. No segundo tempo, o América melhorou, controlou o jogo e foi mais agressivo", disse.

Sobre o gol sofrido no finzinho, o técnico americano lamentou a falha em uma questão que tem sido o calcanhar de Aquiles do América: a bola parada. "Em um lance que prevemos muito, na questão da bola parada e da recomposição, falhamos individualmente. Porém, mesmo com a falha, poderíamos ter evitado se o posicionamento estivesse adequado. Mas, não dá para ficar lamentando", pontuou.

Enderson aproveitou ainda para criticar o modo de disputa da competição. Segundo o treinador, é lamentável o fato de se classificarem oito de 12 equipes. “Temos uma igualdade para todos. Lamento que ainda pensemos dessa forma, 11 rodadas para classificar oito equipes. O Mineiro sempre foi disputado em poucas datas, era uma competição definida. Agora começa um mata, não é um campeonato mais, será um jogo apenas”, afirmou.

Agora, as atenções se voltam para as quartas de final do Mineiro. A partir do fim de semana que vem, em dia e horário a serem estabelecidos pela Federação Mineira de Futebol (FMF), o Coelho encara o Boa Esporte, no Independência. O time da capital tem a vantagem do mando de campo. Porém, dentro das quatro linhas, caso dê empate, a decisão vai para os pênaltis.