Bahia empata sem gols diante do Botafogo-PB e avança às semifinais do Nordestão

Esquadrão de Aço aproveitou vantagem adquirida no primeiro confronto; time criou chances, mas errou na pontaria

Bahia empata sem gols diante do Botafogo-PB e avança às semifinais do Nordestão
Felipe Oliveira/EC Bahia
Bahia
0 0
Botafogo-PB
Bahia: Douglas Friedrich; João Pedro, Tiago (Lucas Fonseca, min. 45), Everson e Mena; Edson e Flávio; Zé Rafael, Régis e Élber (Allione, min. 45); Júnior Brumado (Kayke, min. 73). Técnico: Guto Ferreira.
Botafogo-PB: Saulo; Djavan, Walber, Lula e Carlos Renato (Daniel Nazaré, min. 65); Rafael Jataí e Allan Dias; Dico, Marcos Aurélio (Marquinhos, min. 80) e Mazinho (Alex Gonçalves, min. 60); Nando. Técnico: Leston Júnior.
ÁRBITRO: Nielson Nogueira Dias (PE), auxiliado por Marcelino Castro de Nazaré (SP) e Ricardo Bezerra Chianca (PE) | Cartão amarelo: Rafael Jataí (BOT, min. 53)
INCIDENCIAS: Segundo confronto válido pelas quartas de final da Copa do Nordeste 2018, disputado no Estádio de Pituaçu, em Salvador/BA

O Bahia tinha a vantagem do empate diante do Botafogo-PB para seguir em busca de mais um título na Copa do Nordeste. Atual vencedor do torneio, o sonho continua. Na noite desta quinta-feira (3), no Estádio de Pituaçu, em Salvador/BA, as equipes voltaram a medir forças pelo segundo duelo válido pelas quartas de final do torneio regional. Em jogo aberto, com boas chances de gol principalmente no primeiro tempo, o placar permaneceu inalterado em toda a partida.

No começo do jogo, o Bahia tentou fazer valer o mando de campo para buscar mais conforto em relação ao panorama do confronto, uma vez que tinha a vantagem a seu favor. Os comandados de Guto Ferreira adiantaram suas peças para impedir qualquer surpresa do clube paraibano. A primeira boa chance dos mandantes veio aos 13 minutos. Élber arriscou de longe e acertou em cheio a trave. Zé Rafael ficou com a sobra e chutou para o gol vazio. O zagueiro Walber apareceu em cima da linha e salvou. Zé Rafael teve nova chance e mandou por cima. Na jogada seguinte, o meia cruzou rasteiro e Júnior Brumado não chegou a tempo de completar o lance.

A pressão tricolor continuava. Júnior Brumado ajeitou para Régis. O meia encheu o pé e o goleiro Saulo fez espetacular defesa. Na sequência, Zé Rafael recebeu cruzamento na linha da pequena área, mas mandou por cima. Pouco tempo depois, Júnior Brumado chegou a balançar as redes após cabeceio, mas estava impedido e o lance foi anulado. A única chance mais perigosa do Belo foi com Dico. O volante bateu cruzado depois de descer em velocidade pela esquerda e o goleiro Douglas Friedrich saltou para fazer boa defesa.

Felipe Oliveira/EC Bahia

O Botafogo-PB fez no início do segundo tempo mais do que tinha feito em toda a etapa inicial, pelo menos em questão ofensiva. Aos dois minutos, Marcos Aurélio encheu o pé em cobrança de falta e Douglas Friedrich defendeu. Um pouco assustado, o Bahia segurou o máximo a bola para frear o ímpeto alvinegro. Os donos da casa responderam pouco depois. Após tabela entre Zé Rafael e Régis, Allione recebeu e bateu rasteiro. Acertou a trave esquerda defendida por Saulo.

O Belo atacou novamente quando Nando aproveitou sobra para emendar um chutaço. Nova defesa de Douglas. Os paraibanos tinham tranquilidade em colocar a pelota nos pés, mas faltava a conclusão. Como o Bahia era ineficaz no ataque, o baixo aproveitamento das finalizações resumiu toda a partida. Zero no placar e Tricolor classificado, à espera do vencedor de Ceará x CRB para saber qual será seu adversário nas semifinais.

Os times voltam a entrar em campo no próximo domingo (6), pelo Campeonato Brasileiro. Na Série C, o Botafogo-PB vai defender a manutenção da liderança do Grupo A em duelo contra o ABC, no Estádio Frasqueirão, em Natal/RN. Pela Série A, o Bahia enfrenta o Sport às 19 horas, na Ilha do Retiro, no Recife/PE.