Bahia constrói goleada sobre Blooming no segundo tempo e avança na Copa Sul-Americana

Meia Zé Rafael foi destaque tricolor no confronto, com dois gols marcados, fundamental para a classificação

Bahia constrói goleada sobre Blooming no segundo tempo e avança na Copa Sul-Americana
Felipe Oliveira/EC Bahia
Bahia
4 0
Blooming
Bahia: Anderson; João Pedro, Tiago, Lucas Fonseca e Léo (Mena, min. 68); Gregore e Elton (Edson, min. 79); Zé Rafael, Vinícius e Élber (Régis, min. 46); Júnior Brumado. Técnico: Guto Ferreira.
Blooming: Marco Vaca; Coimbra, Coria e De Miranda; Latorre (Britos, min. 83), Luis Vargas (Pereyra, min. 64) e Cristián Arano (Junior Sánchez, min. 81); Leonardo Vaca, Joselito Vaca e José Sagredo; Hugo Bargas. Técnico: Erwin Sánchez.
Placar: 1-0, Zé Rafael, min. 25. 2-0, Élton, min. 49. 3-0, Zé Rafael, min. 77. 4-0, Júnior Brumado, min. 93.
ÁRBITRO: Juan Soto (VEN), auxiliado por Carlos López (VEN) e Elbis Gómez (VEN) | Cartões amarelos: Hugo Bargas (BLO, min. 43), Leonardo Vaca (BLO, min. 48), Léo (BAH, min. 53), Joselito Vaca (BLO, min. 58), Edson (BAH, min. 80), Latorre (BLO, min. 83), Coimbra (BLO, min. 85), Lucas Fonseca (BAH, min. 91) e Júnior Brumado (BAH, min. 94).
INCIDENCIAS: Segundo confronto entre as equipes válido pela primeira fase da Copa Sul-Americana 2018, disputado na Arena Fonte Nova, em Salvador/BA

A instabilidade do Bahia na temporada com a sequência ruim no Campeonato Brasileiro foi colocada à prova na noite desta quarta-feira (23). Ainda que não fosse pela competição nacional, era um duelo que a equipe precisava da superação para obter um bom resultado. Após ser derrotado no primeiro duelo, o Tricolor disputou o segundo duelo contra o Blooming, pela primeira fase da Copa Sul-Americana. Demorou, as dificuldades existiram, mas o final foi apreciado nos ares baianos. O Esquadrão goleou por 4 a 0. Zé Rafael (duas vezes), Élton e Júnior Brumado marcaram os tentos tricolores.

O Bahia precisava da vitória por perder o primeiro jogo por 1 a 0. A vitória simples levava às penalidades máximas, mas o Blooming entrou em campo com a estratégia de surpreender. E quase deu mais trabalho que o esperado quando finalizou com perigo pela primeira vez no jogo em chute de Hugo Bargas. A resposta dos donos da casa veio com forte chute de Vinícius, para defesa espetacular de Marco Vaca. O Tricolor tinha a posse de bola, mas não conseguia esbarrar na marcação boliviana. Vinícius e Zé Rafael eram os dois jogadores responsáveis por trabalhar a pelota e oferecer perigo.

Como a dificuldade era grande, os lances de bola parada viraram alternativas para os mandantes. E a pressão deu certo. Aos 25 minutos, Vinícius cobrou escanteio, Lucas Fonseca furou ao arriscar uma bicicleta e Zé Rafael emendou de bico para abrir o placar. Os cruzamentos passaram a ser mais utilizados, mas o Blooming não estava morto e Hugo Bargas era a referência ofensiva que dava trabalho ao goleiro Anderson.

Felipe Oliveira/EC Bahia

O Bahia precisava de mais gols para não deixar que os pênaltis decidissem seu futuro na Sul-Americana – ou que o adversário passasse a acreditar na surpresa longe de casa. Diferente do primeiro tempo, o Esquadrão teve mais tranquilidade e construiu a vitória mais que suficiente para permanecer no torneio. Aos quatro minutos, Vinícius cobrou falta e Élton desviou de cabeça para marcar o segundo e ampliar o marcador baiano.

O jogo permanecia com ares de tensão, ainda que mínimo. Apesar da vantagem, um gol boliviano dava a classificação ao Blooming. As equipes trabalhavam a bola, mas sem finalização certa. Aí surgiu Zé Rafael mais uma vez. O meio-campista foi fundamental para que a tranquilidade realmente pairasse na Fonte Nova. Aos 32 minutos, Gregore iniciou contra-ataque e acionou Vinícius, mas a defesa cortou. Na sobra, Júnior Brumado conduziu a bola e rolou para Zé Rafael bater cruzado e balançar as redes. O Blooming chegou a ameaçar com Hugo Bargas em chute no travessão. Mas a noite era do Bahia. Aos 48 minutos, Júnior Brumado finalizou contragolpe iniciado por Régis e continuado por Mena. O atacante bateu de primeira e deu fim ao jogo.

O Bahia está classificado para disputar a segunda fase da Copa Sul-Americana. O adversário e os mandos serão definidos em sorteio na sede da Conmebol no dia 4 de junho, mas os jogos serão disputados apenas no segundo semestre, após a Copa do Mundo. O time volta a campo no fim de semana, quando enfrenta o Vasco da Gama, às 16 horas do domingo (27), na Arena Fonte Nova.