De volta ao Corinthians, Cássio minimiza saídas do elenco: "Temos que nos reorganizar"
Goleiro esteve defendendo a seleção brasileira na Copa (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

De volta ao Corinthians, Cássio minimiza saídas do elenco: "Temos que nos reorganizar"

Goleiro voltou dois antes do programado para retomar à rotina de treinamentos para o restante da temporada

Caiaoo_
Caio Pavoski

De volta ao CT Joaquim Grava após mais de um mês longe do Corinthians junto da seleção brasileira na disputa na Rússia, o goleiro Cássio voltou dois dias antes de sua folga para retomar os treinamentos para o restante da temporada na equipe alvinegra.

Em vídeo no canal oficial do Timão no YouTube, o clube filmou a retomada nos treinamentos junto com as boas-vindas dos companheiros que ficaram.

Após o treinamento, o goleiro concedeu entrevista coletiva, comemorou a volta e ainda se mostrou disposto após um longo período longe do Corinthians.

"O carinho que eu tenho aqui é muito legal. Tinha a possibilidade de voltar (depois), mas é bom voltar a treinar. Eu iria ficar um tempo sem treinar, e eu gosto de estar aqui. Vi a alegria das pessoas quando cheguei, pelo tempo de casa, o carinho que tenho por elas e elas, por mim. Todo mundo falou que estava torcendo para a gente ganhar na Rússia. Falei bastante com minha mulher, gosto de estar aqui, do que eu faço. Não tinha por que (não treinar), cheguei descansado", frisou.

Enquanto esteve com a seleção, muitas coisas mudaram no Corinthians, inclusive o técnico, já que Fábio Carille deixou a equipe quando o goleiro estava na preparação para a Copa. Sobre o novo comandante, Osmar Loss, Cássio foi sincero e flexível ao dizer que ainda não conhece o trabalho do treinador afundo.

"Acabei não trabalhando com o Osmar, então conversamos um pouco, tem algumas coisas que ele vai mudar da maneira dele. Quanto mais cedo eu estiver inteirado da maneira de trabalhar, para mim é melhor"

Além da saída do técnico, Balbuena e Sidcley são outras duas baixas no elenco alvinegro que segue tentando retomar o bom futebol com amistosos para voltar às competições em plena forma. Sabendo disso, Cássio falou sobre as saídas e o impacto das ausências no elenco corinthiano.

 "A gente já pegou vários (jogadores), sabemos que o Corinthians tem muita exposição, os jogadores que vinham jogando estavam em alto nível, é normal ter saídas. O Sidcley desde que chegou vestiu a camisa, conseguiu ter uma regularidade. Eram jogadores importantes. Balbuena e Gil foram os melhores zagueiros com quem joguei aqui. Fora de campo também era um líder, sempre estava disposto a ajudar. No Corinthians a gente sempre está sujeito a mudanças, mas temos que nos reorganizar, o Corinthians continua" pontuou.

Mesmo entre os 23 convocados de Tite, Cássio era o terceiro goleiro, atrás de Alisson (titular) e Ederson. Entretanto, mesmo sabendo de sua condição, o guarda-redes diz que não se mostrou intimidado e buscou seu espaço durante os treinamentos.

"Foi muito legal. No futebol ou em qualquer esporte, o grande objetivo do atleta é estar na seleção e disputar uma Copa do Mundo. É uma competição que o Brasil inteiro para para assistir. Nos treinamentos, que eram meus jogos, me dediquei ao máximo. Infelizmente a gente não conseguiu vencer, que era nosso objetivo, mas só um ganha, infelizmente acabamos eliminados", revelou.

Ainda falando sobre as saídas do tempo em que esteve defendendo a seleção brasileira, outra baixa na comissão técnica é o preparador de goleiros Mauri Lima, que esteve no Corinthians por 11 anos e foi um dos principais responsáveis pela boa fase de Cássio tanto no Timão, quanto no seu caminho até a seleção brasileira. 

"Passou um filme sobre tudo o que a gente viveu aqui. Ele me mandou uma mensagem antes mesmo de ter saído para vocês (jornalistas) que ele iria embora. Dava para ver que ele estava emocionado. Não chateado, mas foi um desafio para ele. É um dos melhores preparadores que temos no Brasil. Passa um filme, pois a gente teve um problema lá atras, sentamos e conversamos, ele é um cara que muitas vezes, não só em campo, mas fora também, pedi a opinião. Eu o respeito muito. Foram seis meses e meio, muitas broncas, alegrias, sorrisos, conquistas, é um cara que sempre vou respeitar e estar sempre torcendo. Desejo sorte onde ele estiver,, tenho certeza que os goleiros que vão trabalhar com ele serão privilegiados, é um grande preparador de goleiros", finalizou.

Agora, Cássio se prepara para o duelo de quarta-feira (11), contra o Cruzeiro em um amistoso que acontece na Arena Corinthians, às 20h. Não se sabe se o goleiro começará entre os titulares, mas ainda existe a possibilidade e voltar à campo no segundo tempo, quando Osmar Loss troca os 11 jogadores da equipe para fazer testes.

VAVEL Logo

Sport Club Corinthians Paulista Notícias

há 12 horas
há um dia
há 4 dias
há 7 dias
há 8 dias
há 8 dias
há 8 dias
há 10 dias
há 9 dias
há 14 dias
há 21 dias