Após mais uma derrota, técnico da Ponte Preta avalia: "No mínimo merecíamos o empate”
(Foto: Divulgação/Ponte Preta)

Após mais uma derrota, técnico da Ponte Preta avalia: "No mínimo merecíamos o empate”

Técnico João Brigatti analisou a revés contra o Juventude. Além disso, ressaltou a questão do desgaste físico, reforços e o próximo jogo

EduardoRSF
Eduardo Ramos

Após a derrota contra o Juventude por 1 a 0, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, a Ponte Preta chegou a uma sequência negativa, de dois jogos sem vitória, sendo que anteriormente havia ganho três partidas consecutivas. Porém, para o técnico João Brigatti as duas derrotas, para o Boa Esporte e Juventude, devem ser analisadas de maneiras opostas. Brigatti também disse que o desgaste físico é um fator para que ocorra esses dois reveses. 

"Se tivéssemos jogado a partida anterior com esse empenho de ontem não sairíamos de lá derrotados. Em Minas o primeiro tempo praticamente inexistiu, ficamos muito aquém, e contra o Juventude infelizmente não concluímos em gol, mas a equipe lutou, batalhou e merecia no mínimo o empate ou até a vitória”, analisou o treinador.

“O Juventude foi forte fisicamente, jogou por uma bola e houve descuido total da nossa defesa no lance do gol, depois não revertemos. Na nossa sequência de vitórias tivemos dez dias para trabalhar entre as partidas e houve evolução física. Com esta  sequência  de jogos mais próximos e muitas viagens, pois infelizmente mesmo quando o mando é nosso estamos tendo que viajar, o desgaste físico  está sendo sentido. Precisamos qualificar o time mais um pouquinho pra ter peças de reposição”, ressalta João Brigatti.

O técnico da Macaca conclui falando sobre reforços e o que é necessário realizar atualmente, já que o próximo jogo  é neste sábado e fora de casa, contra o Coritiba, que está uma posição acima do time de Campinas, em sétimo lugar.

“O mercado está ruim e a Ponte precisa trazer atletas pra somar e não só por trazer. Sabemos que as equipes de cima estão reforçando, então temos que ter tranqüilidade e qualificar mais nosso elenco para ver em que lugar podemos chegar”, atentou Brigatti.

 “O momento é difícil, mas temos que superar. Estamos correndo atrás de reforços, mas entendo que o momento é de acalmar e recuperar o time. Vamos nos tranquilizar e voltar a vencer. Enfrentar o Coritiba lá é um jogo  totalmente diferente e esperamos sair com um resultado positivo", explicou o treinador da Ponte Preta.

VAVEL Logo