Com um a mais, Fortaleza bate Vila Nova com dois de Éderson e volta a vencer na Série B
(Reprodução/Fortaleza)

Com um a mais, Fortaleza bate Vila Nova com dois de Éderson e volta a vencer na Série B

Equipe cearense dominou segunda etapa, marcou dois no fim e garantiu triunfo após quatro jogos sem vitória; Tricolor do Aço se mantém na liderança

Caio__Vinicius
Caio Vinicius
FortalezaMarcelo Boeck; Tinga, Diego Jussani, Adalberto, Bruno Melo. Felipe, Marlon (Éderson, min. 27, 2T), Dodô (Derley, min. 42, 2T); Romarinho (Rodolfo, min. 17, 2T), Marcinho, Gustavo.
Vila NovaRafael Santos; Moacir, Naylhor, Diego Giaretta, Gastón; Geovane, Wellington Reis, Alan Mineiro (Hélder, min. 16, 2T); Mateus Anderson (Washington, min. 40, 2T), Lucas Braga, A. Henrique (Rafael Silva, min. 23, 2T).
Placar1-0, min. 38 (2T), Éderson. 2-0, min. 42 (2T), Éderson.
ÁRBITROEmerson de Almeida Ferreira (PR). Auxiliares: Celso Luiz da Silva (PR) e Marcus Vinicius Gomes (SP).
INCIDENCIASPartida disputada na Arena Castelão, válida pela vigésima oitava rodada do Campeonato Brasileiro, Série B, 2018.

Fortaleza e Vila Nova se enfrentaram na noite desta sexta-feira (21), em jogo válido pela 28ª rodada da Série B. Jogando com um a mais desde o início da segunda etapa, o Leão do Pici venceu por 2 a 0 na Arena Castelão e reencontrou os três pontos.

Com o resultado, os cearenses chegaram a 50 pontos e seguem como líderes no torneio. Enquanto no outro lado, os goianos perderam a chance de entrar no G4 e estão empatados com o Atlético-GO, com 43 pontos na quinta posição. Eles ainda podem ser ultrapassados por Guarani e Avaí, que vem logo atrás na tabela e ainda não jogaram na rodada.

Ambos os clubes voltam a campo na próxima semana, pela vigésima nona rodada da competição. Na terça-feira (25), o Tricolor de Aço pega o São Bento, em casa, ás 19h15. Já o Tigrão recebe o Guarani na sexta (28), ás 21h30, no Serra Dourada.

+ Confira ofertas de nosso parceiro FutFanatics

A partida começou truncada na Arena Castelão, com ambas os times travados no meio-campo e sem ameaçar nos minutos iniciais. Porém, um lance que chamou a atenção aconteceu com só alguns segundos de bola rolando. O lateral do Vila Nova, Gastón Filgueira, levou cartão amarelo por falta duríssima no atacante Romarinho.

A primeira chegada de perigo na partida foi aos 24. Em um lindo toque de calcanhar, Alan Mineiro tocou para Geovane, que deixou a bola na boa para Alex Henrique. O camisa 9 recuou para Mateus Anderson, que chegou batendo colocado e obrigou Marcelo Boeck a espalmar para fora. Aos 35, após levantamento na área, Naylhor ganhou no alto e cabeceou por cima da trave.

Os cearenses acordaram após quase sofrerem o primeiro gol do jogo no Castelão. Aos 36, Dodô viu espaço no meio, avançou, bateu forte, mas a bola saiu a esquerda do gol da equipe goiana, que respondeu em seguida. Tinga se enrolou e foi desarmado no próprio campo de defesa. Lucas Braga aproveitou o erro, levantou na área e o atacante Alex Henrique tentou o cabeceio, mas sem sucesso.

O fim do primeiro tempo foi se aproximando e a partida se acalmou novamente. Intervalo com o 0 a 0 no placar, mas com boas chances nos dois lados.

Com o início da etapa complementar, o Tricolor de Aço é quem voltou melhor. Logo aos 2, Marlon recebeu pelo lado esquerdo e tocou para Romarinho. O atacante arriscou de fora da área, mas a zaga desviou, afastando o perigo. Após ter iniciado a jogada, o camisa 11 criou mais uma oportunidade aos 5. O meia, pegando rebote, finalizou de prima e ela saiu por cima das traves.

E a vida dos donos da casa melhorou ainda mais alguns minutos após os lances. Aos 14, Marcinho arrancou em direção ao ataque, limpou dois marcadores, mas foi derrubado por Filgueira. O lateral, que já tinha amarelo, recebeu o segundo e foi expulso pelo árbitro.

O Fortaleza tomou conta das ações de vez a partir da expulsão. Com 20 minutos do segundo tempo, Marlon recebeu cruzamento de Tinga e cabeceou a esquerda do gol de Rafael Santos. O camisa 11 tinha bastante participação em campo até então. Aos 28, após algum tempo de pressão do Fortaleza, o Vila voltou a ameaçar. Moacir encarou a marcação pelo lado direito e finalizou forte, mas o arqueiro mandou para escanteio.

Com 37 da etapa final, o time cearense ganhou o que mais queria. Em lance de Rodolfo, o atacante finalizou e a bola bateu na mão do lateral Hélder. O árbitro viu a infração e marcou pênalti para o Tricolor de Aço no Castelão. Éderson foi pra bola, mandou no canto direito e ela entrou. O goleiro ainda foi nela, mas não evitou que abrissem o placar.

Só que o camisa 91 se empolgou. Aos 42, Marcinho arrancou e puxou contra-ataque. Ele tocou para Gustavo, que deixou para o atacante marcar o segundo dele na partida. Com o resultado a seu favor, os mandantes começaram a administrar o confronto e terminaram com os 3 pontos.

VAVEL Logo