Reunião do conselho destrincha números e detalha valores da dívida do Sport
Carlos Frederico (VP) e Milton Bivar (presidente), encontraram o clube em situação muito delicada. Divulgação de foto: Sport Club do Recife

Reunião do conselho destrincha números e detalha valores da dívida do Sport

Entre vários detalhes e números levantados de forma oficial, a atual gestão herdou o clube com passivo de cerca de  R$120 milhões 

wesley-silva
Wesley Silvali

Algumas situações que desencadeiam o cenário de turbulência financeira no Sport foram explicadas na reunião do Conselho Deliberativo do clube, no fim de noite desta terça-feira (19). Justificando a declaração de jogadores como Jair e Matheus Gonçalves, que falaram que não haviam recebido nenhum salário desde o momento da chegada até a saída do clube, soube-se no encontro que a nova gestão assumiu o rubro-negro com quatro folhas em aberto: outubro, novembro, dezembro, além do décimo terceiro.

Olhando para apenas isso, a dívida ultrapassa a casa dos R$ 10.000.000. No entanto, juntando atrasos decorrentes de fases anteriores, o total passa de R$ 21 milhões. Outro ponto de destaque foi o valor que o Sport passou a dever a alguns atletas. De passagem apagada no Recife, o volante Felipe Bastos possui R$ 1 milhão em aberto para receber futuramente.  O número espanta ainda mais por ser sabido que o Corinthians ajudava a bancar a totalidade do salário de Bastos.

Negociações feitas envolvendo ídolos da torcida como Rithely e André também deixam um grande rastro negativo. Como pode ser visto nos gráficos abaixo, são mais de R$ 6 milhões de débito com o volante, e aproximadamente R$ 8.000.000 com o centroavante. Isso inclui salários, valores de adição de passe, além de comissões a agentes.

Em dívidas tributárias, o Sport ver a corda apertar ainda mais o pescoço. O valor apresentado aos conselheiros foi de sonoros R$ 57.980.929,35. Resumindo tudo que foi posto em quadro, como mostrado abaixo, a dívida deixada pela antiga gestão soma R$ 118 milhões e meio, conforme declarou o presidente Milton Bivar, mais cedo, ao afirmar que o “rombo financeiro” passava de 100 milhões.

Dívida com a TV

Por final, a nova gestão também mostrou um gráfico que explica dívidas com o contrato de televisão. Tidas como luvas ganhas em 2015, quando renovou o contrato com a Rede Globo, o Sport não só não ganhou a bonificação, como deve 18 milhões a emissora. Em pagamentos de duas parcelas de R$ 9.000.000, sendo uma destas, agendadas para este ano. E a outra, no próximo.

Revolta interna

Ciente dos valores devidos, o clima interno de várias pessoas que fazem o clube é de revolta. Existe uma expectativa grande para a auditoria, prometida pelo presidente Milton Bivar. Mas, nos bastidores, outros membros do conselho começaram a idealizar um movimento, para, por conta própria, apurar  em via judicial, se houve alguma irregularidade.

VAVEL Logo