Goiás frustra estreia do técnico Adilson Batista, confirma boa fase e vence o Ceará no Castelão
Mais uma vez, Tadeu e Michael se sobressaíram e foram nomes decisivos no triunfo esmeraldino diante do alvinegro cearense em plena Arena Castelão (Foto: Reprodução/Goiás)  

Na estreia do técnico Adilson Batista no comando do Ceará, melhor para o Goiás do goleiro Tadeu, do atacante Michael e do técnico Ney Franco. Na Arena Castelão, em duelo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, Michael fez o único tento da partida aos 26' do primeiro tempo, e o Goiás bateu o Vovô por 1 a 0. Tendo vencido todas as partidas realizadas e sem sofrer nenhum gol no returno, o Verdão do Cerrado chega aos 33 pontos e ocupa a 10ª posição. Já o Vovô vê a zona do rebaixamento ficando mais próxima, segue estacionado nos 23 pontos, cai para a 16ª colocação e agora vê o CSA, que superou o Avaí por 3 a 1, ficar somente um ponto atrás. Os alagoanos abrem o Z-4 com 22 pontos. 

A expectativa era grande. Na véspera da partida, o torcedor do Ceará compareceu em bom número no Vovozão para prestigiar o treino de apronto do técnico Adilson Batista visando o importante compromisso diante do Goiás, na Arena Castelão. No entanto, a má fase alvinegra continua e são nove jogos sem vencer, três gols feitos, 11 tentos sofridos, seis derrotas e três empates. No geral, são 22 gols marcados e 24 sofridos para uma campanha de seis vitórias, cinco empates e 12 derrotas, número este que preocupa o torcedor alvinegro. 

A última vitória do Alvinegro ocorreu no dia 10 de agosto, quando bateu a Chapecoense por 4 a 1, na Arena Castelão. Como mandante, já são 360 minutos sem balançar as redes. Derrotas por 3 a 0 para o Flamengo e 1 a 0 para o Goiás. Empates em 0 a 0 com Botafogo e Cruzeiro.

Pelo lado goiano, embora atravesse ótima fase na competição, como visitante, a equipe do técnico Ney Franco chegou apenas ao terceiro triunfo longe do Serra Dourada. As outras vitórias foram contra o Fluminense, na primeira rodada, e diante do São Paulo, na 21ª rodada.

Com apenas três atividades realizadas desde a sua chegada, Adilson Batista promoveu o retorno de Leandro Carvalho à equipe titular, o avante voltava ao time após cumprir suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo; além dessa mexida, Thiago Galhardo foi deslocado do meio para ser a referência no ataque, tendo Mateus Gonçalves, Lima e Carvalho em teórica intensa movimentação para municiar o camisa 89. 

O Goiás, por sua vez, teve a volta do lateral-esquerdo Jefferson à formação considerada ideal por Ney Franco. No duelo diante do Cruzeiro, Jefferson, que estava suspenso por cartão, foi substituído por Alan Ruschel, que fez o tento da vitória esmeraldina na vitória por 1 a 0 ante os mineiros no Serra Dourada.

O jogo começou tendo como protagonistas aqueles que têm sido destaques do Goiás no campeonato e seriam, também, na jornada. O atacante Michael recebeu ótima reposição de bola do goleiro Tadeu, fez boa jogada individual pela esquerda e rolou para Rafael Moura finalizar, Diogo Silva encaixou sem maiores problemas. 

Nos minutos iniciais, explorando uma de suas potencialidades pela direita, Galhardo e Samuel Xavier fizeram boa trama, o lateral entrou na área e Gilberto Junior desarmou na hora em que Xavier iria finalizar com bastante perigo. Quatro minutos mais tarde, cobrança de falta procurou Fábio Sanches que ganhou de cabeça, a bola ficou para Rafael Moura e acabou sobrando para o atacante uruguaio Leandro Barcia finalizar por cima da meta alvinegra. Ótima chance desperdiçada pelo Esmeraldino.

Ricardinho ganhou de Gilberto Junior, acionou Mateus Gonçalves na corrida e levou perigo. Rafael Vaz afastou o perigo. Em lance seguinte, aos 15´, o ex-zagueiro do Vovô, errou o passe na saída de bola e Lima criou importante contragolpe para o time mandante. Aos 23, Samuel Xavier encontrou Galhardo penetrando na pequena área, mas Fábio Sanches chegou na dividida e travou na hora exata para salvar os goianos. 

Michael em grande fase

Aos 26 minutos, gol do Goiás! O volante Fabinho recuou para o zagueiro Valdo, que não conseguiu dominar e deixou livre para o gol de Michael, que ganhou duas vezes do defensor para conseguir fazer o tento inaugural da partida. O hábil atacante de 22 anos, natural de Poxoréu/MT, chegou ao seu quarto gol na competição. Na temporada, em 41 jogos, são 11 gols e seis assistências. 

A equipe da casa tentou uma reação imediata. O atacante Leandro Carvalho, apagado no jogo e vaiado pelo torcedor, finalizou para providencial defesa de Tadeu, um dos principais destaques do time comandado por Ney Franco. A partida, que estava morna antes do tento goiano, ganhou em emoção com o Ceará tentando o gol de empate, e o Goiás explorando os espaços concedidos pelo Vovô acionando Michael na velocidade. 

Contudo, após a pausa para hidratação das equipes, o time visitante voltou tentando tirar a velocidade da partida e trocava passes no campo defensivo deixando o tempo passar. A torcida do Ceará foi perdendo a paciência e transmitia a típica angústia de quem não vencia há oito partidas consecutivas até então.

Após o término da etapa inicial, o time de Tadeu, Jefferson, Rafael Vaz, Léo Sena, Michael, Leandro Barcia e companhia conduzia as ações e só sofreu relativo susto em arremate de fora da área de Lima, que não realizou bom primeiro tempo. 

Tadeu em alta, Galhardo de volta ao meio e pênalti desperdiçado

Na volta para a etapa final, Adilson Batista promoveu duas substituições no Ceará. Leandro Carvalho e Lima saíram para as entradas do volante William Oliveira e do atacante Felippe Cardoso. A ideia era colocar Oliveira e Fabinho alinhados, liberar Ricardinho para auxiliar Thiago Galhardo (voltando a sua posição de origem) e deixar Felippe Cardoso novamente como referência dentro da área. 

Muito tenso em função dos resultados adversos, o Vovô voltou pilhado. William Oliveira recebeu cartão amarelo após perder o tempo da bola e cometer falta em Léo Sena. Foi o primeiro cartão da partida.

O primeiro lance de maior destaque na etapa derradeira aconteceu quando Ricardinho descolou ótimo passe para João Lucas ajeitar e finalizar levando muito perigo à meta de Tadeu. Aos 18 minutos, Mateus Gonçalves encontrou Ricardinho na área, que fez o giro e finalizou de pé direito, Tadeu espalmou e a marcação afastou antes que Fabinho chegasse finalizando para dar números iguais ao jogo.

Aos 24 minutos, Fábio Sanches puxou a camisa de Valdo, e o árbitro de campo nada assinalou. Graças ao auxílio do VAR, o árbitro de campo, José Mendonça da Silva Junior, foi ao monitor, consultou o lance e assinalou a penalidade para os mandantes. Na cobrança, Galhardo, artilheiro do Vovô com 9 gols, tirou muito de Tadeu e carimbou o travessão. O drama alvinegro só aumentava. 

Elogiado na coletiva de apresentação por Adilson Batista, o atacante Juninho Quixadá, que vinha sendo utilizado apenas na Taça Fares Lopes, entrou no lugar de Mateus Gonçalves. Pelo lado Esmeraldino, Léo Sena saiu para a entrada de Breno, uma das promessas das categorias de base goiana. A outra mexida ocorreu por esgotamento físico, o destaque Michael deu lugar a Kaio; e Leandro Barcia deixou a partida para o ingresso de Marcelo Hermes

Vovô intranquilo

O nervosismo nas finalizações por parte do Ceará, característica evidenciada nas últimas partidas, se fazia presente nos minutos finais no Castelão. Quixadá recebeu dentro da área e arrematou pela linha de fundo levando certo perigo a Tadeu. Aos 42 minutos, novamente Quixadá finalizou, e o arqueiro Esmeraldino protagonizou excelente intervenção com auxílio da trave.

A pressão do Ceará era grande, porém desordenada e pecando nas tomadas de decisão, algo anteriormente observado por Adilson Batista em sua coletiva de apresentação. Quixadá, aos 44 minutos, novamente concluiu, e Tadeu "salvou com os olhos". Os minutos finais, tendo sete de acréscimos dados pelo árbitro, foram de um Goiás fazendo o tempo passar diante de um Ceará ansioso e vendo a zona do rebaixamento se aproximar a cada rodada que passa, sobretudo após a vitória do Fluminense ante o Botafogo. 

Próximos compromissos 

Visando retomar o quanto antes o caminho dos triunfos, o Ceará medirá forças com o Grêmio, na próxima quarta-feira (9), às 21h, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, pois a Arena do Grêmio receberá show da banda Iron Maiden no mesmo dia.

O Goiás, por sua vez, espera dar sequência às vitórias no certame e visita o Botafogo, também na quarta (9), no Estádio Nilton Santos, às 19h15.  As partidas serão válidas pela 24ª rodada do Brasileirão. 

MEDIA: 4.9VOTES: 16
VAVEL Logo