Próximo de acerto com Vasco, jornalista analisa características de Latif Blessing
Foto: reprodução / Los Angeles FC

O Vasco está mapeando o mercado em busca de reforços pontuais para agregar qualidade ao seu elenco. Latif Blessing é um dos nomes que a diretoria quer. Inclusive, as bases salariais já foram negociadas com os agentes do atleta. O cruzmaltino aguarda a liberação do Los Angeles FC para sacramentar o empréstimo e a vontade de Latif é um dos trunfos nessa negociação. 

O jogador está entusiasmado para vir para o Vasco e o fato de a mulher do atleta ainda não ter conseguido o visto para morar nos Estados Unidos pesaram. A diretoria cruzmaltina aguarda o "Ok" para agendar as passagens e os exames médicos. Lembrando que Latif somente pode ser inscrito a partir do dia 13 de outubro quando abre a janela brasileira para registro de transferências internacionais.

Em entrevista ao site GE, presidente Alexandre Campello deu uma declaração sobre a negociação: 

"Temos conversado com ele. Ele está com alguns problemas para dar continuidade na MLS. Estamos conversando com o jogador e o clube (LAFC). O Latif está muito interessado. Falta acertar com o clube. Tem uma boa possiblidade, tem boas chances. O Los Angeles gostaria de permanecer com ele, mas ele quer sair e vir para o Vasco"

Já o jornalista Arthur Fernandes, da VAVEL, analisou algumas características do atleta: 

"O Latif é um jogador explosivo dentro de campo. Portanto, ele é velocista e oportunista. Posso destacar também a resistência física dele. Acredito que pode melhorar nas finalizações, mas ele cria jogadas muito bem e, no Los Angeles FC, costuma dar bastante assistências", disse.

Vale lembrar que Arthur é especialista sobre o futebol dos Estados Unidos e Canadá, sendo assim, sendo uma referência brasileira sobre o assunto. Atualmente, ele escreve para o nosso portal no Brasil, Estados Unidos, México e Canadá. Por isso, ele avaliou a possível contratação de Latif e falou sobre a sua futura adaptação.

"Acredito que ele é uma aposta. Acho que ele pode surpreender tanto para o bem quanto para o mal. Se ele se adaptar rapidamente, ele pode ser uma combinação perfeita com o Cano. Entretanto, caso ele não venha a se adaptar, pode ter o mesmo caminho do Bryan Ruíz e Rodney Wallace aqui no Brasil. 

Ele é um jogador que foi revelado por um time de Gana e passou apenas por dois times na MLS. Acredito que precisará treinar mais os aspectos mentais para jogar uma competição brasileira ou, quiçá, um torneio sul-americano", contou. 

Perguntado sobre como o treinador Ramon Menezes deve escalar o atual camisa 7 da franquia norte-americana no Vasco, Fernandes disse que ele precisa entrar gradualmente nos jogos e que seria uma contratação para resolver os problemas do time em médio prazo na posição. 

"O ideal seria colocar ele aos poucos durantes as partidas. Começar no banco e entrar no segundo tempo. Muito por conta das características físicas e futebolística dele. Ao longo do tempo, se ele adaptar ao nosso futebol, pode vir a tornar-se titular. Potencial ele tem à médio prazo", opinou.

O Vasco segue no mercado por reforços e é esperado que cheguem mais dois atletas além do ganês Latif. O cruzmaltino tem tratativas em andamento com o equatoriano Antonio Valência e ainda segue à procura do último reforço para fechar o elenco desse Brasileirão.

VAVEL Logo