Peñarol supera Athletico em jogo com duas viradas, mas dá adeus à Libertadores
Foto: Divulgação/Peñarol

O Peñarol superou o Athletico Paranaense pelo placar de 3 a 2, em jogo válido pela última rodada da fase de grupos da Libertadores. A partida foi disputada no estádio Campeón del Siglo, em Montevideo, no Uruguai. Fabrício Formiliano, Gary Kagelmacher e Matías Britos foram os autores dos gols da equipe mandante. Lucho González e Richard descontaram para o Furacão.

Apesar da derrota, o Athletico avançou para as oitavas de final da competição, já o Peñarol conseguiu a vaga para a Copa Sul-Americana.

Esquemas táticos

As duas equipes foram a campo com formações diferentes. O Peñarol apostou em um 4-4-2, formação que exige muito comprometimento tático de seus dois meias centrais (Jesús Trindade e Walter Gargano) ambos iriam precisar defender e atacar em sintonia. Já o Athletico entrou a campo com um ousado 3-1-4-2, apostando no volante Richard para a contenção. Richard foi muito importante para o Furacão, além do gol, o jogador foi acionado 94 vezes na partida. Em um esquema com três zagueiros e um volante, é natural que essa linha composta por apenas um jogador seja bastante acionada, é papel dele fazer a ligação entre a defesa com os outros setores de campo.

Primeiro tempo

O Peñarol fez valer seu mando de campo e foi para cima do Athletico logo nos minutos iniciais, conseguindo abrir o placar aos dois minutos de jogo, com o zagueiro Formiliano. Após o gol, o Peñarol permitiu que o Athletico ficasse mais tempo com a bola, o que resultou em 65% de posse para a equipe brasileira. Apesar disso, os uruguaios continuaram chegando ao ataque, finalizando dez vezes na meta adversária. O CAP manteve sua tranquilidade, apesar do resultado adverso, e conseguiu virar a partida ainda no primeiro tempo, com Lucho González e Richard

Intervalo

O Athletico conseguiu ir para o intervalo com um excelente resultado. O gol de Richard, aos 45 minutos, faria com que o treinador adversário precisasse mudar totalmente suas ideias para a segunda etapa e, consequentemente, poderia significar mais tranquilidade ao técnico Eduardo Barros.

Segundo tempo

O Peñarol voltou a campo com uma mudança em sua equipe: Gargano deu lugar ao Cristian Rodríguez. A equipe uruguaia assumiu o controle da posse de bola e foi em busca do resultado, aos 18 minutos, o defensor Gary Kagelmacher deixou tudo igual em Montevideo: 2 a 2. Após o gol a partida ficou muito equilibrada, com os dois treinadores jogando um jogo de xadrez na beira do campo, onde cada substituição era uma jogada diferente. Mas o xeque-mate veio por parte do técnico Mário Saralegui, que colocou o atacante Matías Britos aos 32 minutos da segunda etapa. Matías definiu o placar nove minutos depois: 3-2 Peñarol e não haveria mais tempo para o Athletico reagir.

Jorge Wilstermann vence Colo-Colo e termina a fase de grupos na liderança do grupo C

A equipe boliviana aproveitou o tropeço do Furacão para terminar a fase de grupos na liderança de seu grupo. O Jorge Wilstermann superou o Colo Colo por 1 a 0, com gol marcado pelo meia Moisés Villarroel, já aos 43 minutos do segundo tempo.

VAVEL Logo