Gol do estreante Léo Matos não impede Vasco de levar sufoco do lanterna Goiás
Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

O primeiro turno do Brasileirão termina nesta segunda-feira (2). Até agora, quatro equipes lideraram o campeonato. Uma delas é o Vasco, que caiu de produção e neste momento luta na parte debaixo da tabela. No último domingo (1º), o time empatou em 1 a 1 com o lanterna Goiás.

O Vasco chegou a Goiânia embalado após estrear com vitória na Copa Sul-Americana durante a semana. O time ainda ganhou o reforço de Léo Matos, que vestiu a camisa cruzmaltina pela primeira vez e abriu o placar. O técnico Ricardo Sá Pinto também pode contar com o argentino Martín Benítez, mas o jogador mais criativo do meio de campo vascaíno estava sem ritmo de jogo e participou apenas do segundo tempo.

Empate ruim para os dois

Insatisfeito com o rendimento do veterano Rafael Moura, Enderson Moreira escalou Fernandão como titular. Ele criou a primeira chance de perigo do jogo. Aos 12, após uma roubada de bola no campo de defesa, o Goiás armou o contragolpe e o centroavante partiu em velocidade pela esquerda. Ele tocou para Shaylon, que chutou fraco e facilitou a defesa de Fernando Miguel. Mais tarde o camisa 17 se redimiu ao fazer o gol de empate em chute de pé esquerdo.

No primeiro tempo o Goiás apostava na velocidade e nas jogadas de bola parada com Edílson e Shaylon. Keko também criou chances e teve boa chance no primeiro tempo, mas chutou à direita do goleiro do Vasco.

Enquanto isso o cruzmaltino chegava mais com Carlinhos e Talles Magno. O jovem, aliás, sentiu dores musculares e foi substituído ainda no primeiro tempo por Guilherme Parede. Ele produziu pouco, ficando mais no lado direito, mas sem finalizar. Do outro lado, Vinicius se movimentou mais, porém apresentou poucas alternativas, não finalizou e deixou o gramado para ceder espaço a Tiago Reis.

O gol do Vasco saiu em lance de bola parada ainda no primeiro tempo. Após cobrança de escanteio de Leonardo Gil, Léo Matos apareceu na primeira trave e desviou para trás, enganando o goleiro Tadeu. A lesão de Talles Magno diminuiu o poderio ofensivo cruzmaltino e o time piorou ainda mais depois do intervalo.

Na reta final da partida o Goiás pressionou o Vasco e quase virou com Douglas Baggio. Ele que entrou no lugar de Vinicius estava livre dentro da área e cabeceou para baixo, mas a bola explodiu na trave esquerda de Fernando Miguel e a defesa do Vasco afastou o rebote.

Nos acréscimos o esmeraldino teve mais duas chances de perigo, a primeira em cabeçada que Fernando Miguel espalmou e a outra um chute de Rafael Moura que desviou na defesa e passou rente à trave.

O que vem por aí

Sem vencer desde 13 de setembro, o Goiás volta a campo no sábado (7), quando visita o São Paulo no Morumbi. Lanterna do campeonato com apenas 12 pontos, a equipe perdeu nove dos 17 jogos disputados até o momento.

O empate tirou parcialmente o Vasco da zona de rebaixamento, mas o RB Bragantino pode retomar a posição nesta segunda-feira (2), quando recebe o Grêmio no encerramento da rodada. Próximo adversário do cruzmaltino, o Palmeiras também joga neste feriado diante do Atlético-MG e no domingo (8) vai a São Januário.

Standings provided by SofaScore LiveScore
VAVEL Logo