Na superação, Vasco vence Flamengo e acaba com jejum no Clássico dos Milhões
(Foto: Rafael Ribeiro / Vasco)

Após 5 anos, o Vasco voltou a vencer o Flamengo. Em partida válida pela nona rodada do Campeonato Carioca, realizada nessa quinta-feira (15) no Maracanã, o Cruz-Maltino foi superior taticamente ao maior rival, suportou a pressão e venceu com autoridade, 3 a 1, acabando com um jejum que durava 17 partidas contra o Rubro-Negro. O Gigante da Colina pulou para o 5º lugar com 13 pontos, mantendo vivo o sonho de classificação. Já o time da Gávea segue na segunda posição, com 19 pontos.

  • "Lei do ex" funciona, Cano enfim marca contra o Fla e Vasco abre boa vantagem na primeira etapa

Flamengo começou controlando a posse de bola, e teve uma boa chance na cabeçada de Bruno Henrique após cruzamento de Isla, mas o toque foi para fora. Aos 6, Zeca cobrou escanteio com perfeição na cabeça de Léo Matos, que ganhou de Bruno Viana no alto e mandou no cantinho, fazendo valer a lei do ex: Vasco 1 a 0.

Após o gol sofrido, a partida voltou a ficar concentrada no campo ofensivo rubro-negro, que tentava chegar pelas laterais do campo, mas não encontrava muito espaço. Marcando bem mas espetando nos contra-ataques, o Cruz-Maltino teve outra boa chegada aos 16, quando Marquinhos Gabriel ficou no mano a mano com Arão, e tentou o chute na entrada da área, mas chutou para fora.

Antes da parada técnica, Rogério mudou o posicionamento de Gerson e Everton Ribeiro, e o Rubro-Negro conseguiu melhorar na partida, criando uma boa chance aos 25, após tabela entre Everton Ribeiro e Gabigol, com chute cruzado do camisa 9 para fora. A resposta do Vasco foi fatal, aos 27: Morato avançou pela direita, deu um toque perfeito para Germán Cano, que dominou livre e fuzilou para ampliar, 2 a 0.

Após o segundo gol, a partida ficou mais pegada, com as duas equipes reclamando bastante da arbitragem, que tentou controlar a partida com cartões amarelos. Bem postado defensivamente, o Vasco era o completo oposto do maior rival, que demonstrava nervosismo e desorganização quando perdia a bola. Porém a última boa chance da primeira etapa foi rubro-negra, mas Lucão fez boa defesa em finalização de Bruno Henrique, mantendo a boa vantagem cruz-maltina para o intervalo.

  • Flamengo melhora com mudanças, mas para em Lucão e perde invencibilidade no Clássico dos Milhões

Na volta para a segunda etapa, Rogério optou por tirar João Gomes e Isla, botando Vitinho e Matheuzinho. Logo na saída de bola, o Vasco teve sua primeira chance, com Pec rolando para Zeca, que chegou batendo e Diego Alves defendeu. A resposta rubro-negra veio no minuto seguinte, quando Everton lançou Gerson na área, o camisa 8 tentou chutar cruzado mas Lucão espalmou.

Mais ligado na partida, o Rubro-Negro quase diminuiu aos 5, quando Vitinho fez jogada individual na lateral da área e chutou cruzado, explodindo na trave esquerda. O Flamengo seguiu chegando com perigo, aos 8 em chute por cima de Gerson, e aos 10, em finalização de sem-pulo de Everton Ribeiro, para boa defesa de Lucão.

O Vasco respondeu na cobrança de falta de Marquinhos Gabriel onde Filipe Luís desviou contra o próprio gol e quase marcou contra. Na sequência, Everton e Matheuzinho tabelaram na direita, Bruno Henrique não conseguiu chutar e na sobra, o lateral rubro-negro soltou uma bomba, mas sem perigo para a meta vascaína. Aos 16, Filipe avançou pela esquerda e cruzou na medida para o camisa 27 que, na pequena área, parou em grande defesa de Lucão.

Após a parada técnica, o Cruz-Maltino seguiu se defendendo bem, enquanto o Rubro-Negro passou a se expor ainda mais, colocando os dez jogadores de linha no ataque, em alguns momentos. Aos 31, Deigo foi desarmado no meio, Marquinho lançou Morato, que deu um corte espetacular em Filipe Luís e bateu no contra pé de Diego Alves, Vasco 3 a 0, consolidando o fim do jejum vascaíno contra o maior rival.

Os minutos finais da partida foram mais movimentados fora de campo, com troca de provocações entre dirigentes, e sobrou até para Gabigol, que retrucou ainda com a bola rolando. Na reta final, Vitinho pegou a sobra na área, encheu o pé e venceu Lucão para dar números finais ao jogo no Maracanã, 3 a 1.

Na próxima rodada, o Rubro-Negro enfrentará a Portuguesa, no sábado (17) às 21h05 no Maracanã. No domingo (18), o Cruz-Maltino duelará com o Boavista às 18h30, em Bacaxá,

VAVEL Logo