Avaí leva pressão, mas supera Goiás na Ressacada e mantém-se firme no G-4

Com gols de Vitor e Renato, catarinenses vencem sexta seguida na competição

Avaí leva pressão, mas supera Goiás na Ressacada e mantém-se firme no G-4
Vitor comemora gol que deu a vitória ao Leão da Ilha (Foto: Jamira Furlani/Avaí FC)
Avaí
2 0
Goiás
Avaí: Renan; Capa, Betão, Fábio Sanches, Alemão; João Felipe (Judson), Luan, Renato, Marquinhos (Caio César); Rômulo e Vitor (Diego Jardel) Técnico Claudinei Oliveira
Goiás: Márcio; Suéliton, Felipe Macedo, Alex Alves, Juninho; Davi, Léo Senna (Murilo Henrique), Patrick (Marcão), Léo Lima; Léo Gamalho e Rossi (Carlos Eduardo) Técnico Gilson Kleina
Placar: 1-0, 8' 1T, Vitor 2-0, 49' 2T, Renato
ÁRBITRO: Pathrice Wallace Corrêa Maia, auxiliado por Gabriel Viana e Carlos Henrique Cardozo, todos do RJ Cartões Amarelos: Renan, Capa, Marquinhos e João Felipe; Suéliton e Léo Lima Cartões Vermelhos: Felipe Macedo
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 29° rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

E continua a boa fase do Avaí. Sem perder há oito jogos, o time recebeu o Goiás na noite desta terça-feira (4), e novamente conseguiu vencer na competição. Com gol irregular de Vitor e gol sacramental de Renato, os catarinenses triunfaram por 2 a 0 na Ressacada, em uma noite fria e chuvosa na capital do estado. 

Agora, o Leão segue na terceira colocação, agora com o Londrina encostado e com o mesmo número de pontos, 48. Já o Goiás é agora o 13° e tem 37 pontos.

Na próxima rodada, o Esmeraldino receberá o Bragantino (17°) no Estádio Serra Dourada, enquanto o Avaí também terá de ir à capital de Goiás, mas para encarar o Atlético Goianiense (2°) no Estádio Olímpico.

Vitor marca em lance polêmico e Renan salva Avaí

O começo da partida já mostrava o que o técnico Claudinei Oliveira havia pedido para o time no vestiário: marcação desde a saída de bola do oponente. Sem dar tempo para o Goiás respirar, os mandantes já pressionavam e retomavam a bola com facilidade.

A primeira chance do jogo veio com Renato, que, sem ângulo, tentou bater forte, isolando por cima do gol. Aos oito minutos, um escanteio na área achou a cabeça de Betão, que escorou para o meio da área, onde Vitor esticou-se para abrir o placar, em posição irregular.

Depois disso, o primeiro tempo inclinou-se mais para o lado dos visitantes, que conseguiram tocar bem a bola e trabalhar as jogadas no meio de campo. Com 18' no cronômetro, Léo Senna arriscou de fora da área e viu Renan defender. No rebote, Léo Gamalho teve a chance de marcar, mas demorou e perdeu a bola.

O jogo seguiu favorecendo os Esmeraldinos, que eram melhores com a bola no chão e tinham mais volume de jogo. No último lance do primeiro tempo, Patrick recebeu belo passe de Senna e tentou encobrir o goleiro Renan, que novamente fez bela defesa, garantindo a ida ao vestiário na frente do placar.

Treinadores expulsos, Goiás com um a menos e Renato sacramenta vitória

A segunda etapa começou assim como terminou a primeira. Dominando o jogo, os visitantes seguiam indo para cima, mas sem criatividade para finalizar as jogadas. A posse de bola era imensamente superior, mas as finalizações não.

Com oito minutos de jogo, Léo Lima partiu conduzindo a bola em contra ataque e deu corte seco em Betão, antes de finalizar para defesa segura do goleiro Renan.

O jogo tornava-se nervoso para a torcida do Avaí. Mas aos 22', a tranquilidade tomou conta, quando Felipe Macedo empurrou o técnico Claudinei Oliveira e acabou expulso. Um princípio de confusão instalou-se e Maurício, goleiro reserva do Leão, também foi expulso. 

Depois de muita discussão, também foram para a rua os dois técnicos, Gilson Kleina Claudinei Oliveira. No campo, as coisas melhoraram para o time da casa, que chegou com perigo aos 33', em finalização perigosa de Diego Jardel, bem defendida por Márcio.

No final da partida, as equipes, já cansadas, não tinham mais ânimo para marcar, e, em envolvente troca de passes desde a defesa, o Avaí quase marcou com Judson que recém havia entrado. Sem pressa, o time catarinense apenas segurou-se na defesa, e, em contra ataque, Renato pegou rebote do goleiro e marcou para garantir a sexta vitória seguida na Série B.