Internacional tropeça diante do Santa Cruz e volta a se aproximar do Z-4

Colorado conseguiu gol relâmpago logo no início, mas baixou o ritmo e viu tudo mudar com empate do adversário e expulsão de volante; tricolor deixa lanterna rebaixamento antecipado

Internacional tropeça diante do Santa Cruz e volta a se aproximar do Z-4
Foto: Ricardo Duarte/Internacional
Internacional
1 1
Santa Cruz
Internacional: Danilo Fernandes; Ceará, Paulão, Ernando e Geferson; Eduardo Henrique, Fabinho, William e Alex (Anderson, intervalo); Eduardo Sasha (Aylon, min 78) e Vitinho (Valdívia, min 69). Técnico: Celso Roth.
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Vitor (Arthur, min 72), Neris, Luan Peres e Roberto; Derley (Wellington Silva, min 89), Jadson, Léo Moura, João Paulo (Mazinho, min 81) e Keno; Grafite. Técnico: Adriano Teixeira.
Placar: 1-0, Vitinho, min 6; 1-1, Léo Moura, min 31;
ÁRBITRO: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO), auxiliado por Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Fabiano da Silva Ramires (ES). Cartões amarelos: William, Fabinho e Eduardo Henrique (Internacional); João Paulo e Luan Peres (Santa Cruz). Cartão vermelho: Eduardo Henrique (Internacional).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 33ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, disputada no Beira-Rio, em Porto Alegre, Rio Grande de Sul. Público: 40.114. Renda: R$ 562.592,00.

A vitória era fundamental para ficar mais tranquilo na reta final da Série A do Campeonato Brasileiro, no entanto, o Internacional não encontrou forças para superar o Santa Cruz, no Beira-Rio, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e acabou ficando no empate por 1 a 1. O confronto foi marcado por uma mudança repentina na etapa inicial, quando o Colorado saiu na frente logo nos primeiros minutos, mas se complicou com empate Coral e expulsão de Eduardo Henrique. O gol gaúcho foi marcado por Vitinho, enquanto Léo Moura fez para o tricolor.

Com o resultado desta tarde/noite, o Internacional volta a ficar próximo da zona de rebaixamento. O Colorado por entrar no temido Z-4 na próxima rodada em caso de derrota e triunfo do Vitória, 17º colocado. O time gaúcho ocupa a 16ª colocação, com 38 pontos. Já o Santa Cruz deixou a lanterna da competição nacional e evitou o rebaixamento antecipado pulando para 19º posição, com 24 pontos.

A 34ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro será realizada apenas no próximo final de semana. O Internacional vai entrar em campo no domingo (6) para fazer um duelo diante do Palmeiras, às 17h00, no Allianz Parque, em São Paulo. Já o Santa Cruz terá pela frente, no mesmo dia e horário, um confronto diante do América-MG, no Arruda, em Recife, Pernambuco.

Internacional faz gol relâmpago, mas vê tudo mudar com empate do Santa Cruz e expulsão

O confronto começou com os dois times se estudando bastante, mas o com os donos da casa tentando impor o ritmo para ganhar tranquilidade durante o prosseguimento de partida. Já o Santa Cruz buscava sair apenas na boa para levar perigo durante os erros do adversário. No entanto, não demorou muito para o Internacional balançar as redes. Geferson levantou na área, Tiago Cardoso afastou para o lado, mas William pegou o rebote e cruzou para Vitinho garantir a festa do torcedor colorado.

A superioridade do Internacional no confronto era evidente e o segundo gol foi se tornando questão de tempo. Ele quase aconteceu em duas tentativas de cabeça. Na primeira, Paulão subiu sozinho e cabeceou por cima da enquanto, enquanto depois, William apareceu no meio da defesa e mandou de cabeça para fora por conta de desvio no zagueiro Coral. Aos pouco os donos da casa foram diminuindo o ritmo, enquanto o adversário não mostrava forças para chegar com perigo e assustar.

Com os dois times bastante passivos dentro de campo, o duelo foi ficando sonolento, sem oportunidades de gols para ambos os lados, com o Colorado controlando as ações. Contudo, a opção por administrar o resultado desde os primeiros minutos acabou saindo caro para o Internacional. Em cobrança de falta pelo meio, Vitor foi acionado pela direta, avançou até a linha de fundo e cruzou para Léo Moura cabecear para o fundo das redes para delírio da torcida tricolor.

Os mandantes sentiram bastante o gol tricolor e passaram a ver o adversário tomar as ações da partida. O pior veio acontecer aos 40 minutos, quando Eduardo Henrique, que já tinha cartão amarelo, fez falta dura em Roberto no meio-campo e foi expulso. Os torcedores colorados foram ficando insatisfeito com a atuação do time, enquanto o tricolor trabalhava a bola com tranquilidade, mas não criou nova oportunidade para virar o placar. Assim, o primeiro tempo foi encerrado no empate por 1 a 1.

Colorado esbarra em boas defesas de Tiago Cardoso e tricolor consegue pontuar pela primeira vez no Beira-Rio

Para o segundo tempo, o técnico Celso Roth resolveu fazer uma alteração no meio-campo de sua equipe. Ele tirou o capitão Alex para colocar Anderson, enquanto Adriano Teixeira preferiu manter a mesma formação. Com a bola rolando, a primeira grande oportunidade foi do Santa Cruz. João Paulo avançou com liberdade pelo meio e encontrou espaço para arriscar um chute colocado, no canto. A resposta do Internacional foi imediata, com William recebendo lindo passe de Vitinho e cruzando para corte perigoso da defesa tricolor.

Vitinho começou a chamar a responsabilidade na partida e assustar a defensiva tricolor. Ele quase deixou o Colorado na frente quando entrou com liberdade pela esquerda e ataque e bateu cruzado para boa defesa do goleiro Tiago Cardoso. O confronto foi ficando bastante aberto, com o Internacional indo para o ataque em buscada da importante vitória e o Santa Cruz esperando os contra-ataques para matar o confronto e evitar o rebaixamento com antecedência.

Precisando da vitória, o técnico Celso Roth foi obrigado a tirar o melhor jogador do time de campo aos 24 minutos. Vitinho, lesionado, deixou o gramado para entrada de Valdívia. Já o técnico Adriano Teixeira optou por apostar em uma equipe mais ofensiva. Ele tirou o lateral-direito Vitor para colocar o atacante Arthur. Entretanto, quem quase comemorou foi o Inter quando William recebeu livre na área e girou para grande defesa de Tiago Cardoso.

O Internacional voltou a balançar as redes aos 29 minutos, contudo, o gol acabou sendo anulado corretamente pela arbitragem. No lance, Valdívia cobrou falta pela esquerda e Eduardo Sasha, em posição irregular, mandou para o fundo da meta. O Santa Cruz veio responder apenas aos 34 minutos, quando João Paulo cobrou falta e Neris desviou com perigo para defesa de Danilo Fernandes.

A equipe da casa não contava com a boa participação de Tiago Cardoso. O goleiro tricolor fez um milagre aos 39 minutos quando Aylon subiu mais alto que a defesa e cabeceou no ângulo. Já o tricolor respondeu aos 42 minutos, quando Arthur fez grande jogada pela direita e tocou voltando para Jadson chegar chutando para fora, com muito perigo. Depois disso, poucas oportunidades foram construídas e o confronto foi encerrado no 1 a 1.