Santa Cruz é goleado pelo Boa Esporte e está matematicamente rebaixado para Serie C

Dez anos depois, Santa Cruz repete roteiro e é rebaixado para a Série C

Santa Cruz é goleado pelo Boa Esporte e está matematicamente rebaixado para Serie C
Santa Cruz/Divulgação
Boa Esporte
4 2
Santa Cruz
Boa Esporte: Fabrício; Geandro, Caíque, Douglas Assis e Elivelton Lima; Escobar, Alyson (Wesley), Fellipe Mateus (Lucas Hulk), Paulinho e Reis; Rodolfo (Júlio Santos) Técnico: Sidney Moraes
Santa Cruz: Júlio Cesar; Walber (Derley), Anderson Salles, Guilherme Mattis e Yuri (Bruno Silva); Wellington Cézar, Thiago Primão e João Paulo; Bruno Paulo (Grafite), Ricardo Bueno e André Luís
Placar: BOA: Rodolfo, aos 14 minutos do 1º Tempo, aos 18 e aos 22 minutos do 2º Tempo, e Wesley, aos 34 minutos do 2º Tempo SANTA CRUZ: Ricardo Bueno, aos 15 minutos do 1º Tempo, e Grafite, aos 37 minutos do 2º Tempo
ÁRBITRO: Cartões amarelos: Escobar e Lucas Hulk (BOA); Bruno Paulo, Júlio César, Grafite e Thiago Primão (STA)

Com 43 pontos ganhos, o Boa Esporte sobe para a 13ª colocação e garante o rebaixamento do ABC e Náutico. Já o Santa Cruz permanece com os mesmos 33 pontos, no antepenúltimo lugar, à frente do rival, mas rebaixado por conta da vitória do Guarani por 2x1 contra o CRB

Pela 36ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, às 21h30 (de Brasília) desta terça-feira, o Santa Cruz volta a campo para enfrentar o Paraná, no Estádio do Arruda. Ao mesmo tempo, o Boa encara o Luverdense, também ameaçado, no Passo das Emas.

EMPATE NO PRIMEIRO TEMPO

Aos 14 minutos do primeiro tempo, em cobrança de pênalti. Rodolfo recebeu de Felipe Matheus pela esquerda e foi derrubado por Wellington Cezar dentro da área. O próprio atacante bateu e deixou o time da casa na frente. 

Apesar do gol, o time coral não sentiu o golpe e chegou ao gol de empate já no minuto seguinte. Após cobrança de escanteio de André Luís pela direita, o goleiro Fabrício falhou na saída. Ricardo Bueno aproveitou a sobra, a bola tocou em dois adversários e acabou dentro do gol.

CHUVA DE GOLS NO SEGUNDO TEMPO

Aos 18 minutos do segundo tempo. Wesley recebeu pela esquerda e tocou para Rodolfo. Posicionado na entrada da grande área, o atacante girou em cima da marcação de Anderson Salles e bateu no canto esquerdo de Júlio César. 

O time mineiro praticamente garantiu a vitória aos 22 minutos do segundo tempo. O árbitro Paulo Roberto Alves Júnior marcou toque de mão do de Guilherme Mattis dentro da área. Em novo pênalti, Rodolfo marcou seu terceiro gol na partida.

A equipe de Varginha ampliou aos 34 minutos. Paulinho avançou pelo lado direito e bateu para defesa do goleiro Tricolor. Com tranquilidade, Wesley apanhou o rebote, limpou Júlio César e o zagueiro Guilherme Mattis.

O Santa Cruz chegou a diminuir a vantagem do Boa oito minutos antes do final do tempo regulamentar. Colocado no lugar de Bruno Paulo durante o segundo tempo, o experiente Grafite recebeu passe de Thiago Primão e definiu diante do goleiro Fabrício.