Zagallo celebra boa fase da Seleção Brasileira: "Temos que parabenizar Tite pela campanha"

Ex-futebolista relembrou suas passagens com a camisa da Amarelinha e evitou dar palpites no Prêmio Brasileirão da CBF

Zagallo celebra boa fase da Seleção Brasileira: "Temos que parabenizar Tite pela campanha"
Foto: Barbara Mendonça / VAVEL Brasil

O Campeonato Brasileiro de 2017 acabou no último fim de semana, e, por isso, a CBF organizou o Prêmio Brasileirão para premiar os melhores atletas e o técnico do torneio. O evento acontece nesta segunda-feira (4), com a participação de diversas personalidades importantes do futebol nacional.

Antes do início da celebração, o ex-jogador Mário Zagallo passou pela zona da imprensa e falou com os jornalistas. Lá, deu sua opinião sobre o atual momento da Seleção Brasileira, que se classificou em primeiro lugar nas Eliminatórias Sul-Americanas. O sorteio dos grupos, que aconteceu na última semana, também foi assunto.

"É importante tudo o que está acontecendo, e nós temos que parabenizar o Tite pela campanha", explicou. "Claro que gostei [do grupo do Brasil na Copa de 2018]. Nós temos que chegar em primeiro e ver no que vai dar."

O experiente futebolista também relembrou suas conquistas com a camisa da Amarelinha. Na ocasião, se mostrou alegre por estar no local: "Essa foi minha casa, vamos dizer assim. Participei de sete Copas do Mundo".

86 anos de Mário Zagallo: a sua história e a revolução no futebol

Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O evento terá diversas premiações, e uma delas é o prêmio Craque do Brasileirão. Nesta edição, há nomes fortes, como Hernanes, do São Paulo, e Jô, do Corinthians. Mesmo assim, Zagallo preferiu esconder sua opinião, arrancando sorrisos dos jornalistas: "Não, não gosto [de falar] disso. Vou deixar pra lá."

Por último, ele ainda falou sobre uma possível homenagem que aconteceria no decorrer do evento. Com risadas, afirmou: "Não sei de nada. Estou totalmente por fora".

Em seu vasto currículo, é possível encontrar quatro Copas do Mundo: duas vencidas como jogador, em 1958 e 1962, além de uma como técnico, em 1970, e outra como assistente técnico, em 1994.