Em jogo de homenagens a Magrão, Sport supera Santos e respira na luta contra o Z-4

Leão aproveitou bom desempenho na primeira etapa para voltar a somar pontos e garantir maior tranquilidade na sequência da competição nacional; Peixe continua no G-4 apesar do revés

Em jogo de homenagens a Magrão, Sport supera Santos e respira na luta contra o Z-4
Foto: Williams Aguiar/Sport
Sport
1 0
Santos
Sport: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Neto Moura (Paulo Roberto, min 57), Everton Felipe, Diego Souza e Gabriel Xavier (Vinícius Araújo, min 69); Rogério (Apodi, min 74). Técnico: Oswaldo de Oliveira.
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique (David Braz, min 6) e Zeca; Thiago Maia, Renato, Vitor Bueno (Elano, min 55) e Lucas Lima; Copete e Rodrigao (Jean Mota, intervalo). Técnico: Dorival Júnior.
Placar: 1-0, Rogério, min 11;
ÁRBITRO: Elmo Alves Resende Cunha (GO), auxiliado por Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO). Cartões amarelos: Vinícius Araújo, Neto Moura e Matheus Ferraz (Sport); Elano e Copete (Santos). Cartão vermelho: Elano (Santos).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 27ª rodada da Série A Campeonato Brasileiro, realizada na Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco. Público: 7.934. Renda: R$ 129.495,00.

Sport respira na Série A do Campeonato Brasileiro. Pressionado para evitar um retorno à zona rebaixamento, o Leão entrou em campo neste sábado (24), sabendo que um triunfo seria fundamental para evitar maiores problemas na sequência da competição, para enfrentar o Santos, na Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco.. A equipe rubro-negro apresentou a mesma oscilação de outras partidas, mas soube aproveitar o ótimo primeiro tempo para garantir uma vitória pelo placar mínimo. Rogério foi o autor do gol leonino.

Com o resultado desta noite, o Sport sobe para 13ª colocação, com 33 pontos, e fica um pouco mais distante da zona de rebaixamento. Já o Santos continua entre os quatro primeiro colocados, com 45 pontos, mas fica um pouco mais longe da disputa pelo título da competição nacional.

Os times voltam a campo, pela 28ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, no próximo sábado (1º), uma vez que vão acontecer eleições municipais no Brasil no domingo (2) e não haverá rodada da competição nacional. O Leão vai visitar o Fluminense, às 11h00, no Giulite Coutinho, em Mesquita, no Rio de Janeiro, enquanto o Peixe terá pela frente, às 16h00, um duelo com o Atlético-PR, na Vila Belmiro, em Santos, São Paulo.

Rogério marca no início e Sport se impõe diante do Santos garantindo vantagem


O Sport entrou em campo pressionado para vencer e deixar a zona de rebaixamento mais distante, enquanto o Santos buscava os três pontos para seguir no G-4. O Leão, então, começou o confronto indo para cima tentando fazer valer o mando de campo para construir um bom resultado. A pressão leonina era grande, enquanto o Peixe não conseguia sair do campo de defesa para chegar à meta defendida por Magrão.

Uma boa oportunidade de a rede balançar aconteceu aos cinco minutos, quando Rogério recebeu bom passe e chutou forte para Vanderlei defender. O time paulista teve uma baixa logo com seis minutos, quando Gustavo Henrique se lesionou e precisou deixar o gramado para dar lugar à David Braz. O Leão seguiu pressionado e ficando perto do tento. Isso quase aconteceu quando Everton Felipe limpou bem a marcação na entrada da área e chutou errado, mas Rogério pegou o rebote, ficou frente a frente com o goleiro e finalizou fraco.

Com tantas oportunidades em pouco tempo de jogo, o Leão foi agraciado aos 10 minutos. Rogério recebe dentro da área, contou com uma falha de marcação do zagueiro David Braz, girou bem e bateu no canto, tirando qualquer chance de defesa do goleiro santista para delírio da torcida rubro-negra. A resposta adversária veio aos 19 minutos, em cobrança de escanteio Lucas Lima levantou na área e David Braz cabeceou na trave.

Bem na partida, o Sport teve aos 22 minutos a chance de comemorar novamente. Diego Souza fez grande jogada pela esquerda, foi derrubado e Gabriel Xavier ficou com o rebote, entrando na área e cruzando para Everton Felipe, sozinho na entrada da pequena área, chutar para fora e perder uma grande oportunidade. O ritmo do confronto caiu um pouco e as oportunidades foram sumindo, até aos 32 minutos, quando Everton Felipe entrou na área pela direita e cruzou rasteiro, mas Gabriel Xavier não conseguiu marcar.

O empate santista ficou perto de acontecer no momento em que Lucas Lima recebeu pela esquerda, cruzou na área e a defesa rubro-negra ficou apenas olhando Copete tentar marcar com uma bela letra, mas a bola foi para fora. A resposta leonina veio em mais uma chance perdida, pois Gabriel Xavier, sozinho na grande área, furou sem conseguir finalizar. Depois disso, o ritmo do confronto caiu e as equipes não tiveram mais oportunidades. Assim, o primeiro tempo no encerrado no 1 a 0 favorável aos donos da casa.

Peixe volta melhor, mas Elano é expulso e Leão consegue garantir triunfo

Para o segundo tempo, o técnico Oswaldo de Oliveira resolveu manter o mesmo time da etapa inicial, enquanto o técnico Dorival Júnior tirou o atacante Rodrigão para colocar em campo o meia-atacante Jean Mota. Com a bola rolando, o Santos apresentou uma nova postura e quase chegou ao empate logo com um minuto. Jean Mota recebeu na pequena área e chutou à queima-roupa, mas Magrão evitou com grande defesa. No rebote, Lucas Lima chutou forte e Ronaldo Alves salvou o Leão em lance polêmico, pois os santistas ficaram pedindo toque de mão.

O Santos continuou bem cima, com boas possibilidades de deixar tudo igual. Vitor Bueno não soube aproveitar quando recebeu livre na entrada da grande área e mandou para muito longe da meta. No lance, o meia-atacante sentiu um desconforto na região da virilha e o técnico Dorival Júnior colocou o experiente meia-atacante Elano na vaga dele. O gol alvinegro só não aconteceu aos 10 minutos por conta do goleiro Magrão, que saiu bem e tirou a bola dos pés do volante Thiago Maia.

Diante de tantos erros de passes na saída de bola, o técnico Oswaldo de Oliveira resolveu tirar de campo o jovem volante Neto Moura para colocar Paulo Roberto. Mas os visitantes voltaram a assustar. Copete aproveitou erro de Samuel Xavier, entrou na área e bateu cruzado para mais uma boa intervenção de Magrão. A resposta leonina veio com Rogério, que recebeu grande passe de Diego Souza e chutou de primeira para ótima defesa de Vanderlei.

Precisando melhorar o desempenho da equipe, o técnico Oswaldo de Oliveira tirou o meia-atacante Gabriel Xavier para colocar o atacante Vinícius Araújo. O Santos estava melhor em campo, mas o meia-atacante Elano deixou o torcedor mais preocupado aos 28 minutos. Ele ficou reclamando do árbitro aos 28 minutos, recebeu amarelo e continuar com a reclamação, sendo expulso no mesmo momento.

Com um jogador a mais, o Leão passou a administrar o resultar e até criar algumas oportunidades de gols, mas os jogadores falharam nas finalizações ou no posicionamento. O segundo gol leonino quase aconteceu aos 48 minutos, quando Diego Souza entrou na área e chutou para grande defesa de Vanderlei. Na sequência, Victor Ferraz puxou contra-ataque mandando para Copete, que entrou na área e foi desarmado por Matheus Ferraz no momento certo. Depois disso, o confronto foi encerrado em no 1 a 0 para os mandantes.