Buscando tranquilidade, Vasco enfrenta Avaí em confronto direto pelo acesso

Confronto entre vice-líder e terceiro colocados em São Januário pode encaminhar retorno à Série A uma das equipes

Buscando tranquilidade, Vasco enfrenta Avaí em confronto direto pelo acesso
Time catarinense venceu jogo no primeiro turno (Foto: Jamira Furlani/Avai FC)
Vasco
Avaí
Vasco: Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo, Júlio César; Douglas Luiz, William, Andrezinho, Nenê; Thalles, Éderson. Técnico: Jorginho
Avaí: Renan; Luiz Gustavo, Fábio Sanches, Betão, Capa; Luan, Judson, João Filipe (Diego Jardel), Marquinhos; Rômulo, William. Técnico: Claudinei Oliveira
ÁRBITRO: Marcos Mateus Pereira, que será auxiliado por Daiane Caroline Muniz dos Santos e Sérgio Alexandre da Silva, todos do MS
INCIDENCIAS: 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, no Estádio São Januário, no Rio de Janeiro, RJ; a partida começa às 21h45 (horário de Brasília)

Em reta final de campeonato, cada vez mais, vencer um confronto direto pode ser decisivo para a conquista de seus objetivos. Nesta quarta-feira (26), Vasco Avaí se enfrentam no São Januário em busca de pontos decisivos para conquistar o acesso à Série A. Segundo e terceiro colocados, as equipes estão separados por apenas três pontos na tabela da Série B.

No primeiro turno, na Ressacada, o Avaí venceu o Vasco por 2 a 1, com gols de Renato e Rômulo. Caio Monteiro descontou. Na história, foram 19 confrontos, com 11 vitórias vascaínas, cinco do Leão e quatro empates. A maior derrota da história do Cruz-Maltino em São Januário foi justamente para o Avaí: 5 a 0, pela Série B 2014.

Vasco quer vitória em 'decisão' para ficar cada vez mais próximo da Série A

A vitória por 1 a 0 diante do Paraná no último sábado (22), aliviou a pressão sobre o Vasco, que venceu dois e perdeu três dos últimos cinco jogos. Assim como nessa sequência recente, o returno do time carioca é marcado pela irregularidade. Com 18 pontos, o Cruz-Maltino tem apenas a 10ª campanha no segundo turno, com cinco vitórias, cinco derrotas e três empates. No geral, a equipe ocupa a vice-liderança com 57 pontos, quatro atrás do líder Atlético-GO e com seis de vantagem para o Náutico, 5º colocado.

O lateral-esquerdo Júlio César elogiou o rival desta quarta-feira (26) e afirmou que o elenco vascaíno encara a partida diante do Avaí como decisiva, por conta da proximidade das equipes na tabela.

"Cada jogo é um jogo. Joguei aqui no ano passado contra o Avaí e venci. Estamos encarando essa partida como uma decisão, um jogo de seis pontos. O Avaí é uma equipe que cresceu muito na competição, possui jogadores experientes e que estão acostumados a jogar na Série B. Então, o foco nesse jogo tem que ser total. Se ganharmos amanhã (quarta-feira), estaremos muito próximos de retornar para a Série A", afirmou.

Os desfalques do técnico Jorginho são o zagueiro Jomar, o volante Marcelo Mattos e o atacante Caio Monteiro, que marcou o gol vascaíno no jogo do primeiro turno, todos machucados.

Avaí joga favoritismo para o rival, mas quer vitória no Rio

A vitória fora de casa na última rodada por 2 a 1 sobre o Vila Nova, com gol no último minuto, fez com que o Avaí subisse para a 3ª colocação. Com 54 pontos, o time, que tem a melhor campanha do returno, com 10 vitórias em 13 jogos, faz cálculos que apontam que com mais 10 pontos nas últimas seis rodadas o time garante o retorno à primeira divisão.

O técnico Claudinei Oliveira transferiu o favoritismo da partida para o rival, mas garantiu um Avaí armado para buscar a vitória em São Januário.

"O Vasco é favorito, sempre que joga em casa, ainda mais na Série B. Vamos fazer com que esse favoritismo não possa valer para fazer um bom jogo. É jogar organizados defensivamente e com uma boa transição ofensiva. É uma equipe que está sofrendo poucos contra-ataques e estamos encaixando bons contra-ataques. Temos algumas variações que o sistema de jogo pode mudar. Passa muito pela tomada de decisão. (...) A gente se defende bem, bem compacto, com uma transição rápida, procuramos ser verticais, é uma característica do Avaí, tem tido êxito e esperamos seguir assim até o final da competição", disse.

Em relação à rodada anterior, Claudinei não poderá com Renato, com problema no adutor da coxa. Assim, Judson, que substituiu João Filipe, mantém-se no time titular. João Filipe e Marquinhos, que não enfrentaram o Vila Nova, devem ser titulares - apesar do técnico não ter confirmado e Diego Jardel tem chance de estar no XI inicial. O atacante Lucas Coelho está recuperado de um problema no ombro e começará no banco. O lateral-direito Alemão continua fora, com uma lesão no tornozelo.