Eurico Miranda lamenta confusão em São Januário: "Sugeri jogo com torcida única"

Presidente cruzmaltino convocou uma coletiva após a partida para comentar os incidentes em São Januário e apontou os grupos de oposição como os possíveis culpados

Eurico Miranda lamenta confusão em São Januário: "Sugeri jogo com torcida única"
Foto:Divulgação/Vasco da Gama

O presidente do Vasco da Gama, Eurico Miranda, se pronunciou neste sábado (08), logo após a confusão no Estádio de São Januário minutos após o apito final que sacramentou a derrota da equipe para o Flamengo. O dirigente culpou os grupos políticos de oposição pelo ato.

Em suas palavras iniciais, Eurico fez questão de desculpar-se e confessou ter sugerido torcida única para o confronto. "Queria pedir desculpas em nome do Vasco. Porque o que aconteceu aqui não tem nenhuma justificativa. Mas eu preciso deixar uma coisa muito clara. Nós, como fazemos sempre, tomamos todas as providências, para que o jogo pudesse transcorrer sem nenhum incidente. Cheguei inclusive a sugerir que nós fizéssemos o jogo com torcida única. A PM não quis atender esse pedido."

Outro ponto de destaque na coletiva do presidente vascaíno foi a acusação feita pelo mesmo que afirmou entender o ocorrido como um ato premeditado e realizado pela oposição política. "Mas não posso deixar de dizer que - não estou dando explicação - mas tô querendo dizer claramente que algumas coisas contribuíram para que algumas coisas viessem a acontecer. Isso é algo que já estava preparado. Isso era algo que vinha sendo feito para que nós tivéssemos..."

"Na primeira derrota que tivéssemos aqui isso viria a acontecer, então uma série de fatores contribuírem. Mas, uma coisa é muito clara, não tô aqui querendo preparar algo, nem tô preocupado - sinceramente - com as consequências do que aconteceu aqui. Mas, uma coisa tem que ficar muito clara. Isso é um estádio muito seguro para receber uma partida de futebol", concluiu Eurico que fez questão de ressaltar a segurança de São Januário.

Quando questionado sobre uma possível punição ao clube pelo ocorrido, Eurico afirmou: "Estamos prontos para enfrentar qualquer problema que venha a surgir em função disso. Apesar de muitos estarem torcendo contra. Nada do que pretendem fazer para tumultuar o futebol vai atingir", exclamou.

Por fim, o mandatário vascaíno não poupou as palavras ao apontar culpados para a história: "Isso é premeditado. São grupos políticos. Só visa uma coisa, desestabilizar o futebol. E com o futebol indo mal é que eles podem começar a aparecer.". Eurico deixou bem claro que apesar do ocorrido nenhum jogo será tirado de São Januário, seja ele clássico ou não, ao menos que uma decisão judicial o force a tal.

O Vasco retornará à campo na próxima quarta-feira quando irá até Salvador enfrentar o Vitória em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. 


Share on Facebook