Retorno triunfal: Jon Jones nocauteia Daniel Cormier no UFC 214 e volta a ser campeão

Após três rounds movimentados, com muita ação franca na luta em pé, Jones acertou chute alto e encerrou o reinado de DC com um nocaute

Retorno triunfal: Jon Jones nocauteia Daniel Cormier no UFC 214 e volta a ser campeão
Foto: Getty Images/Christian Petersen

Na luta principal do UFC 214, Daniel Cormier fez sua terceira defesa de cinturão, desta vez a tão sonhada revanche diante de Jon Jones. Após um combate movimentado, com muita luta franca, Jones tirou um chute alto da cartola e nocauteou Cormier a 3min01seg do terceiro round para retomar a coroa da categoria meio-pesado do Ultimate. Jones venceu pela 14ª vez consecutiva no UFC - a primeira desde abril de 2016, quando superou Ovince St. Preux, no UFC 197. Após quatro vitórias seguidas, Cormier sofreu sua segunda derrota na carreira - a segunda para Jon Jones.

O primeiro round começou com muita ação dos atletas, muitas trocas de golpes em pé de lado a lado. Jones conseguiu uma queda, mas logo a ação voltou a ser em pé. O desafiante manteve pressão constante com golpes retos e chutes sobre o campeão fazendo uso de sua vantagem de envergadura. Cormier não se afetou pela pressão e manteve sua postura de ataque, mesmo sendo atingido por contragolpes de Jon Jones. O campeão acertou bons golpes em Jones no final do round, causando reações do público.

No round dois, a luta começou com muita atividade, Jon Jones atingiu bons golpes em Cormier, mas logo a luta voltou a ficar mais franca. O desafiante buscou chutes baixos e atingiu a linha de cintura de Cormier, enquanto o campeão buscou boxear para atingir a cabeça de Jones. O ex-campeão tentava atingir DC, que provocou a cada golpe recebido. Cormier passou a ganhar mais confiança e tentou ser mais ousado em suas investidas na trocação, atingindo Jones com bons golpes ao longo do round.

O terceiro assalto foi iniciado com uma sequência de pisões e chutes baixos de Jon Jones. O ex-campeão buscou atingir a linha de cintura de Cormier, visando minar o gás do dono do trono dos meio-pesados. DC passou a acuar mais Jones na primeira metade do round. A boa fase do campeão acabou com um chute alto de Jones na cabeça de DC, levando-o a knockdown, e o combate acabou finalizado com uma sequência brutal de socos no chão de Jones em Cormier.

Outras lutas da noite

Card principal
Peso-meio-médio: Tyron Woodley venceu Demian por decisão unânime (50-45, 49-46, 49-46).
Peso-pena feminino: Cris Cyborg venceu Tonya Evinger por nocaute técnico a 1min56seg do round 3.
Peso-meio-médio: Robbie Lawler venceu Donald Cerrone por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28).
Peso-meio-pesado: Volkan Oezdemir venceu Jimi Manuwa por nocaute a 22s do round 1.
Card preliminar
Peso-pena: Ricardo Lamas venceu Jason Knight  por nocaute técnico a 4min34seg do round 1.
Peso-casado (63,5kg): Aljamain Sterling venceu Renan Barão por decisão unânime (29-28, 29-27, 30-26).
Peso-pena: Brian Ortega venceu Renato Moicano por finalização a 2min59seg do round 3.
Peso-pena: Calvin Kattar venceu Andre Fili por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27).
Peso-palha feminino: Aleksandra Albu venceu Kailin Curran por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28).
Peso-mosca: Jarred Brooks venceu Eric Shelton por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28).
Peso-leve: Drew Dober venceu Josh Burkman por nocaute a 3min04seg do round 1.


Share on Facebook