Detalhes do Porsche 911 RSR EVO
30% do carro é novo se comparado ao modelo do ano passado (Foto: Reprodução / Porsche AG)

A Porsche inicia neste final de semana, em Daytona, seu regresso de forma oficial ao automobilismo americano. Com dois 911 RSR EVO a equipe espera um bom resultado, respaldado pelos ótimos tempos obtidos nos testes coletivos no circuito no começo do mês. 

Esta versão estreou na última etapa do mundial de endurance no Bahrein. Suas principais mudanças começam no novo para-choque dianteiro, redesenhado, mudanças no radiador, rodas traseiras maiores (85mm mais larga do que a versão que ganhou Le Mans). Para competir no TUSC o carro ganhou um tanque de 110 litros.

Para Owen Hayes chefe de operações da Porsche North America, tais alterações foram necessárias para otimizar o carro. “Tentamos melhorar a eficiência, Sempre que, queremos mais downforce, um pouco menos de arrasto, melhorando alguns pontos. É uma evolução e nós nos esforçamos para aperfeiçoar o que temos" completa.

O modelo é 30% novo se comparado ao vencedor de Le Mans. Um dos carros que irá competir nos EUA é zero km, o outro foi o que participou da última etapa do WEC. Antes dos testes em Daytona o carro fez uma “prova” de 6 horas no circuito das Américas no Texas.  "Os circuitos americanos e europeus têm características diferentes," diz Hayes, “Na Europa os circuitos são iguais com poucas variantes, aqui, há tanta variedade e é isso que eu gosto. Circuitos realmente esburacadas como Sebring e rápidos como Mosport. Alguns são mais abrasivos do que outros, como VIR. Cada traçado tem seus próprios desafios. Como resultado, a faixa de ajuste é maior do que no WEC. É um grande desafio para os engenheiros. "

Se no mundial as regras na classe GT estão congeladas, nos Estados Unidos a margem para ajustes é muito maior o que pode ajudar a marca em projetos europeus.  "Não só temos carros desenvolvidos até um determinado nível, mas temos outros desafios, incluindo logística, preparação e integração de uma nova equipe com a fábrica da Porsche. Estamos agora a tentando passar para a próxima etapa, onde todos nós trabalhamos juntos. Isso não é algo novo, pois competimos com a Core Motorsports no ano passado com um GT3 RSR-antes de passar para a RSR 911 nesta temporada" - finaliza.

VAVEL Logo