Sebastian Vettel assume culpa por abandono no México: ''Foi um erro meu''

O último domingo (01) foi um pesadelo para Sebastian Vettel. No primeiro Grande Prêmio do México de Fórmula 1 em 23 anos, o alemão teve problemas atrás de problemas, e acabou abandonando mais cedo a corrida. Desde a largada, quando teve um pneu furado após um toque com Daniel Ricciardo, seu ex-companheiro de Red Bull, até a volta 53, quando saiu da prova graças a um acidente na curva 7 do Autódromo Hermanos Rodríguez, o piloto da Ferrari teve um dia para esquecer.

Após cometer vários erros na pista, o que não é um fato muito comum em sua carreira, sugeriu-se a hipótese de problemas no carro. Porém, em entrevista ao site Motorsport.com, Vettel disse que o seu carro estava perfeito, e que foram seus próprios erros que o tiraram da disputa.

''Foi um erro meu. Eu não tive problemas durante todo o fim de semana, mas acabei tendo na corrida. Primeiro eu rodei, e depois acabei batendo, então não posso estar feliz com a maneira que as coisas aconteceram. Tenho que analisar, para entender o que aconteceu, mas no fim não tinha nada errado com o carro. Cheguei naquele ponto praticamente com a mesma velocidade e perdi o carro'', disse o alemão, tentando explicar o que aconteceu em seu acidente.

''Foi bem parecido com a primeira vez que eu rodei. Acho que o carro estava ok. Sabemos que foi um fim de semana de adaptação, mas não podemos culpar as condições do circuito. No fim, acabou sendo um erro meu. Quando você perde a aderência, como vimos nesse fim de semana, dependendo de onde seja pode custar caro'', acrescentou, lembrando do asfalto bastante liso encontrado no México, que gerou queixas de muitos pilotos.

Mesmo com tudo isso, Vettel ainda elogiou o ritmo de seu carro. O alemão disse que a Ferrari esteve mais próxima da Mercedes no México do que nas últimas corridas, mas que os problemas que teve o impediram de brigar por melhores posições.

''A corrida ficou muito difícil sem um safety-car, não conseguimos voltar para a frente. Mas no geral, o carro estava bom de se pilotar. O ritmo estava bom, mas infelizmente não tivemos como provar isso. Estivemos mais perto, comparados à Mercedes, do que nas últimas corridas. Mas, no fim não conseguimos ver a bandeira quadriculada'', complementou o alemão.

O abandono de Vettel no México foi o primeiro por erro próprio desde o GP da Turquia de 2010. E para piorar, com a vitória de Nico Rosberg, o sonhado vice-campeonato ficou muito mais complicado. A próxima corrida da temporada, onde Rosberg já pode sacramentar o segundo lugar na tabela, é o Grande Prêmio do Brasil, em Interlagos, no dia 15 de novembro.

VAVEL Logo