Berlim deve ser palco do retorno da sexta temporada da Fórmula E
Foto: Fórmula E

Paralisada por causa da pandemia de coronavírus desde o último fim de semana de fevereiro, quando foi disputado o eprix de Marraquexe no Marrocos, a sexta temporada da Fórmula E pode ser retomada a partir de agosto, segundo o site britânico The Race.

De acordo com publicação feita nesta quarta-feira (10), a categoria de monopostos elétricos deve retomar a competição em agosto, e realizará entre três e quatro rodadas duplas no Aeroporto de Tempelhof, em Berlim na Alemanha.

O local já recebeu a Fórmula E em anos anteriores e foi uma das provas canceladas anteriormente por conta do COVID-19. Agora, a categoria deve aproveitar a facilidade de poder utilizar pelo menos alguns traçados diferentes no Aeroporto de Tempelhof a seu favor para dar continuidade a sexta temporada.

A previsão é de seis provas em oito dias da Fórmula E em Berlim, ou seja: três rodadas duplas, com três versões diferentes do traçado. E as novidades não devem ficar apenas nos layouts de pista: pelo menos quatro corridas serão realizadas no meio de semana, para evitar um confronto de calendário com a Fórmula 1.

Uma sessão de shakedown deverá ser realizada no dia 04 de agosto. A primeira rodada dupla deve acontecer nos dias 5 e 6 de agosto, seguida por outra rodada dupla no fim de semana nos dias 8 e 9 de agosto, e encerrando com outra rodada dupla no meio de semana, nos dias 12 e 13 de agosto.

É claro que nada disso é oficial, mas segundo o The Race, este é um dos planos que deverá ser apresentado na reunião da próxima sexta-feira (12) para o Conselho Mundial de Automobilismo da FIA. Também será levado em consideração uma flexibilidade visando as transmissões televisivas, e até mesmo a possibilidade de algumas provas no início da noite.

As diretrizes para sediar os eprix terão protocolos rígidos de distanciamento social e higiene, e a intenção é que os testes de COVID-19 serão concluídos com todos os profissionais envolvidos no evento, pelo menos um dia antes do início das atividades.

Além de correr em Berlim, a Fórmula E também estuda a possibilidade de realizar uma corrida de encerramento no início de setembro em Seul. Mas por enquanto, os planos para o Aeroporto de Tempelhof são mais confiáveis.

Até o momento, foram disputadas cinco etapas da sexta temporada da Fórmula E, e são necessárias pelo menos mais três eprix para o campeonato ser validado pela FIA. A liderança da competição pertence ao piloto português Antonio Félix da Costa, da DS Techeetah.

 

VAVEL Logo