Com cinco pódios em Santa Cruz, paulista Khodair se sente em casa no interior do Rio Grande do Sul

Retrospecto vencedor e trabalho da equipe Full Time Texaco são as armas do Japonês Voador na terceira etapa da Stock Car 2017

Com cinco pódios em Santa Cruz, paulista Khodair se sente em casa no interior do Rio Grande do Sul
(Rodrigo Guimarães)

Allam Khodair é paulista, mas basta olhar seu retrospecto no autódromo de Santa Cruz do Sul para ver que, quando o assunto é Stock Car, a pequena cidade localizada a 157 quilômetros de Porto Alegre se torna sua verdadeira casa. O Japonês Voador estreou na maior categoria do automobilismo brasileiro em 2006 e, em dez etapas disputadas na pista de pouco mais de 3.530 metros, subiu ao pódio cinco vezes. Desempenho que o coloca como um dos favoritos para a disputa da terceira etapa do campeonato deste ano, que acontece neste final de semana.

"A pista de Santa Cruz é uma das minhas favoritas. De fato, me sinto em casa acelerando por lá. A cidade respira Stock Car nos finais de semana de corrida e, mesmo não sendo gaúcho, sei que conto com uma grande torcida", brinca o piloto, que não poupa elogios ao traçado bastante desafiador: "A pista é, sem dúvida, uma das mais prazerosas que eu já guiei. E digo isso não apenas comparando com outros circuitos brasileiros, mas também da Europa e dos Estados Unidos", completou o piloto da Full Time Texaco.

A primeira vez que o Japonês Voador subiu ao pódio em Santa Cruz do Sul foi em 2008. Foi terceiro colocado, com direito a melhor volta da corrida. Depois, em 2010, foi a vez de vencer pela primeira vez no circuito gaúcho. Khodair ainda foi terceiro colocado na prova de 2014 e ficou em segundo nas disputas de 2015 e 2016.

"O retrospecto é muito bom, mas chegou a hora de voltar a vencer em Santa Cruz. Estou confiante para a disputa deste final de semana, principalmente pelo trabalho desenvolvido pela Full Time Texaco na sede da equipe", finalizou o Japonês Voador.

Os treinos da Stock Car em Santa Cruz do Sul começam na sexta-feira, às 13h. No Sábado os carros voltam para a pista para mais um ensaio, às 9h. Já a tomada classificatória será às 13h. A rodada dupla que marca a disputa da terceira etapa da temporada 2017 tem largada marcada para as 13h de domingo e conta com transmissão ao vivo do Sportv.

Carro de Sérgio Jimenez terá novo design na etapa de Santa Cruz do Sul

O novo layout do Stock #73 de Sérgio Jimenez  (Divulgação)
O novo layout do Stock #73 de Sérgio Jimenez (Divulgação)

O paulista Sérgio Jimenez, que completou 33 anos na última segunda-feira (dia 15), ganhou um presentão para a terceira etapa da Stock Car, que acontecerá neste domingo (21) no autódromo de Santa Cruz do Sul (RS). Patrocinadora da equipe Hot Car Competições / Bardahl, a Avery Dennison - multinacional fabricante de materiais para rótulos e comunicação visual - personalizou o carro do piloto e o Stock #73 foi envelopado com o filme MPI 1105, com um desenho de fogo, simbolizando a velocidade. 

O MPI 1105 é a solução perfeita para plotagem em carros e frotas, já que possui excelente conformabilidade 3D, ou seja, se ajusta com facilidade em diferentes superfícies, além de ser compatível com tintas UV, solvente, ecosolvente e látex. O produto também possui um adesivo especial que permite que o adesivo seja retirado a longo prazo, sem causar danos à pintura do veículo. Outra vantagem do produto é que ele possui a tecnologia Easy Apply RS, que permite reposicionar e deslizar o filme sobre a superfície do veículo durante a aplicação, assim como a fácil remoção de bolhas.

Na etapa que ocorrerá dia 11 de junho, em Cascavel, será a vez do piloto Guga Lima, companheiro de Jimenez, correr com um carro personalizado pela Avery Dennison. "A iniciativa de envelopar o carro a cada etapa tem o objetivo de mostrar as inúmeras possibilidades criativas oferecidas pelo portfolio de produtos e criar um sentimento de expectativa para a próxima corrida", explica Isabela Monteiro Galli, diretora de Marketing para América Latina da Avery Dennison. No ano passado, uma ação da empresa com a Hot Car fez muito sucesso na Corrida do Milhão, com os dois carros dourados.

Jimenez ficou feliz e gostou do novo design do carro. "Achei bem legal a ação da Avery Dennison, que já começou a fazer isso no ano passado, com os carros dourados. Fiquei muito contente de ter o meu carro com um novo desenho. O layout ficou bem diferente do que estamos acostumados na Stock Car e vai chamar a atenção. E espero que traga sorte pra nós também", comentou.

O foco do piloto agora é buscar um bom resultado nas duas provas do final de semana. "Sempre andei bem em Santa Cruz. Em 2014, cheguei em quinto na primeira prova, depois fiz um pódio e fui o maior pontuador na etapa. No ano passado, também fiz uma prova muito boa. Larguei em 12º, cheguei em nono na primeira corrida e, com o grid invertido, larguei em segundo. Tive uma boa disputa com o (Ricardo) Zonta, consegui ultrapassa-lo e liderar a corrida durante um bom tempo, mas acabei tendo um problema no radiador e fui obrigado a abandonar. Mas foi bem bacana e sempre tive boas atuações nesta pista", declarou o piloto de Piedade, no interior de São Paulo, que também gosta do traçado seletivo de 3.530 metros e 14 curvas.

"É uma pista muito técnica, que exige bastante do piloto, mas também do carro. É preciso ter um carro bem balanceado pra fazer os ‘Esses’ de alta e conseguir fazer a parte de baixo. Gosto da pista e estou bastante animado. A equipe também tem um retrospecto bom lá, então vamos ver se a gente consegue alinhar legal e dar mais um passo pra frente", completou, lembrando que o time de Amadeu Rodrigues venceu pela primeira vez na Stock em Santa Cruz, em 2014. No ano passado, a equipe conquistou um quarto lugar no traçado gaúcho.

Diego Nunes espera etapa promissora em Santa Cruz do Sul

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Neste final de semana, a principal categoria do automobilismo brasileiro desembarca em Santa Cruz do Sul, que fica a 150 km de Porto Alegre para a disputa da 3ª etapa do campeonato. Para Diego Nunes a etapa do RS é um divisor de águas para voltar a andar na frente. O piloto da equipe Full Time Bassani, , que foi sétimo colocado na temporada de 2016, aposta no bom trabalho que foi desenvolvido na equipe para a etapa e no ótimo retrospecto do time na última passagem pelo circuito.

"A expectativa é boa porque o carro do Maurício (Ferreira) andou bem no ano passado nessa pista, largou em segundo com o (Allam) Khodair. Estou confiante também porque acho que finalmente resolvemos todos os problemas do carro, que nos prejudicou nas duas etapas anteriores. Nossa meta é a mesma, pontuar em todas as provas, recuperar os pontos perdidos e a tendência é voltar a andar na frente pela primeira vez no ano", explicou Nunes, que tem o apoio do Chocolates Harald, Vigor, Nutry e Petronas. 

Blau Motorsport corre em casa pela segunda vez na temporada

(Duda Bairros)
(Duda Bairros)

Pela segunda vez consecutiva em 2017, a estreante Blau Motorsport corre praticamente em casa na Stock Car. E se no Velopark, há quatro semanas, dois acidentes minaram a prova dos pilotos gaúchos Cesar Ramos e Márcio Campos, a expectativa agora é de que uma boa classificação em uma pista mais técnica possa recolocar a equipe entre as dez primeiras do campeonato.

"Tivemos um bom resultado na etapa de abertura, em Goiânia, com o nono lugar do Cesar Ramos. Mas, apesar de nosso ritmo ter melhorado na segunda etapa, não conseguimos converter isso em resultado na corrida por conta de acidentes e quebras. Coisas de corrida. Porém, acredito que, se mantivermos este ritmo de evolução, voltaremos ter destaque na disputa deste final de semana, principalmente se conseguirmos classificar um pouco melhor", afirmou o chefe de equipe Maurício Fontenele.

Bicampeão do Campeonato Brasileiro de Turismo, principal categoria de acesso à Stock Car, Márcio Campos conta com excelente retrospecto em Santa Cruz do Sul.  Em sua última passagem pelo interior gaúcho, em 2015, o piloto do carro #31 do Time Azul fez barba cabelo e bigode: largou na pole, emplacou a volta mais rápida e cruzou a linha de chegada em primeiro lugar.

"Gosto bastante do traçado de Santa Cruz do Sul. É sem dúvida um dos mais prazerosos para se guiar. Além disso, a cidade vive o espírito da corrida e a torcida é sempre um incentivo para os pilotos da casa", disse Campos, que faz sua estreia na maior categoria do Brasil: "O ano não começou da forma como imaginávamos. A adaptação está sendo um pouco mais difícil do que eu esperava, mas a equipe trabalhou forte em algumas mudanças no carro e acredito que isso pode ser decisivo na busca por pontos neste final de semana", completou.

Piloto do carro #30 - homenagem aos 30 anos da Blau Farmacêutica, principal patrocinadora da Blau Motorsport -, Cesar Ramos ainda não sabe o que é subir ao pódio em Santa Cruz do Sul, mas em 2015, sua temporada de estreia na categoria, conquistou, na base da superação, um oitavo lugar depois de largar em 22o. 

"O meu ritmo naquela segunda corrida da rodada dupla estava muito bom. Fui ganhando posições, escalando o pelotão. Sabia que entrar no Top10 era possível, mas conseguimos ir ainda mais longe, cruzando a linha na oitava colocação. Espero que este final de semana eu consiga, mais uma vez, superar todas as dificuldades e somar pontos importantes para o time", analisou o piloto que chegou a marcar um Top10 na prova de abertura do campeonato deste ano, em Goiânia.  

Rafael Suzuki acredita que frio será diferencial em Santa Cruz

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Piloto da equipe Cavaleiro Sports, Rafael Suzuki almeja melhorar o retrospecto particular na pista. Em tomadas de tempo, o piloto do carro número 8 tem como melhor posição de largada um 16º lugar e um 8º lugar como melhor resultado em corrida, ambos conquistados em 2016. Para a etapa deste fim de semana (19 a 21 de maio), o piloto representante do Maranhão deseja mais e confia nas mudanças no carro para atingir os objetivos. "A equipe trabalhou muito nesse intervalo de quase um mês da última corrida pra cá, o carro praticamente foi refeito depois um acidente que tive durante os treinos livres no Velopark, e nesse trabalho minucioso, muita coisa foi feita em prol de performance. A equipe está 110% comprometida em busca da evolução", afirmou o piloto, que passou um susto na última etapa quando a frente do seu carro pegou fogo após uma escapada de pista na sexta-feira pré-corrida. 

Suzuki ocupa atualmente a 13ª colocação no campeonato de pilotos, e busca em Santa Cruz do Sul o melhor fim de semana da equipe até então na atual temporada. "Aprendemos bastante nessas duas etapas sobre o caminho no acerto do carro. Se tivermos um carro competitivo nesse circuito, será um bom sinal que estamos no caminho certo. Nessa etapa, há também o fator estratégia, já que a troca de pneus será inevitável", referiu-se o piloto sobre o asfalto abrasivo do circuito gaúcho, que provavelmente forçará a troca de pneus no pit-stop, algo que não foi feito em circunstâncias normais nas duas primeiras etapas do ano. 


Share on Facebook