Liberty Media começa processo de aquisição da Fórmula 1

Liberty Media Corporation, começa a se tornar o novo proprietário da Fórmula 1. Bernie Ecclestone ainda permanecerá como CEO da categoria rainha por mais 3 anos, porém agora trabalhará ao lado do novo presidente da F1, Chase Carey.

Liberty Media começa processo de aquisição da Fórmula 1
Getty Images

Nesta quarta-feira (7), a Liberty Media Corporation fez um comunicado anunciando que chegou a um acordo com a CVC Capital Partners, antigo acionista majoritário, para adquirir a Formula 1.

De inicio a Liberty Media irá assumir dos 35,1% que a CVC detém, nada mais que 18,7% das ações da categoria, que custou algo entorno de US$ 1,1 bilhão. Com isso Chase Carey, vice-presidente executivo da 21st Century Fox , foi nomeado pela Delta Topco como o novo presidente da F1 assumindo o lugar de Peter Brabeck-Letmathe. 

"Estou muito empolgado em assumir o cargo de presidente da F1 e ter a oportunidade de trabalhar ao lardo de Bernie Ecclestone, CVC e da equipe Liberty Media. Admiro muito a F1 como uma franquia de esporte e entretenimento única, que atrai centenas de milhões de fãs a cada ano pelo mundo todo. Vejo neste momento uma grande oportunidade de ajudar a F1 a continuar a desenvolver e prosperar em benefício do esporte, dos fãs, das equipes e dos investidores", disse Carey.

Bernie Ecclestone vai continuar com atual poder? (Foto: Getty Imagens)
Bernie Ecclestone vai continuar com atual poder? (Foto: Getty Imagens)


Bernie Ecclestone  que é o diretor executivo da categoria e o responsável pelos direitos comerciais da mesma, segue com as mesmas funções pelos próximos 3 anos.

"Gostaria de dar as boas vindas ao Liberty Media e a Chase Carey à F1 e não vejo a hora de trabalhar com eles", disse Ecclestone.

 O acordo entre as empresas deverá ser concluído no primeiro trimestre de 2017, quando realmente a Liberty Media se tornará o acionista majoritário, enquanto isso a CVC continuará tendo o maior número de ações da da F1. 

O grupo Liberty Media investirá cerca de de US$ 8,5 bilhões, isso porque além dos US$ 4,4 bilhões da compra das ações eles vão assumir mais US$ 4,1 bilhões de dívidas da F1, que já vão ser pagas na negociação.

Ao termino da negociação, a Liberty Media assumirá o comando do 'Formula 1' que terá o nome rebatizado para 'Formual One Group'. O consórcio liderado pela CVC  possuirá aproximadamente 65% do 'Formula One Group', porém não terá controle das ações de voto. Além também que um representante da CVC irá integrar ao conselho de administração da Liberty Media.  

O co-presidente da CVC, Donald Mackenzie, aposta muito no grande trabalho que Ecclestone e Chase farão na F1. 

"Estamos felizes que Chase está se juntando à F1 como novo presidente e irá trabalhar ao lado de Bernie. Chase tem uma enorme experiência e um grande conhecimento sobre esporte, mídia e entretenimento, isso é ótimo e estamos gratos de contar com seus serviços. Bernie tem sido um diretor fantástico nesses 10 anos conosco. Tivemos histórias de sucesso e alguns desafios, mas nunca tivemos algo fora dos objetivos, também nunca deixamos de nos divertir. As habilidades combinadas de Chase e Bernie significam que o sucesso na F1 vai continuar - queremos desejar o melhor aos dois", concluiu.

John Malone é o acionista majoritário do grupo Liberty, que atua no ramo das comunicações, que também controlam o clube de beisebol Atlanta Braves e tem uma certa porção de ações da Live Nation, Time Warner e Viacom.