Vettel se diz mais próximo que o esperado da Mercedes em Austin

Após o segundo lugar na classificação, o alemão elogiou o trabalho da Ferrari e diz que espera uma boa corrida nos EUA

Vettel se diz mais próximo que o esperado da Mercedes em Austin
Vettel está 59 pontos atrás de Hamilton na tabela (Foto: Clive Rose/Getty Images)

Sebastian Vettel ainda sonha com a chance de reverter a vantagem de Lewis Hamilton e buscar o pentacampeonato na Fórmula 1. Neste sábado (21) o alemão saiu em desvantagem, vendo seu rival inglês fazer a pole-position para o Grande Prêmio dos Estados Unidos em Austin. Porém, mesmo ficando logo atrás com o segundo lugar, o piloto da Ferrari não se mostrou tão desapontado com o resultado.

Em entrevista após a classificação, o piloto do #5 falou sobre a dificuldade que teve durante a sessão. Ele afirmou que apenas na volta final do Q3 conseguiu o acerto ideal, e considera-se mais perto do que esperava em relação à Mercedes (inclusive ficando a frente do companheiro de Hamilton, o finlandês Valtteri Bottas, que larga em terceiro). Ele também lembrou que o vento atrapalhou um pouco na busca pelo ritmo ideal e crê se seu carro continuar assim para a corrida, o resultado deve ser satisfatório.

Acho que estamos muito felizes com o resultado, é crucial conseguir ritmo no final. Não achei o ritmo durante a classificação, tive dificuldade em algumas curvas, mas consegui o acerto certo na volta final. No fim estamos mais perto do que o esperado. Para amanhã, se o carro se comportar como hoje, deve ser bom”, disse Vettel.

Tive um pouco de dificuldade na curva 8, o vento estava um pouco desafiador o dia todo. Pela manhã estava bem e à tarde comecei com o pé esquerdo. Minha primeira volta no Q3 foi bem ruim então eu sabia que precisava melhorar. Sem isso eu poderia ter sido sexto ou algo assim, então o timing foi perfeito”, acrescentou.

Ele também elogiou bastante o trabalho dos mecânicos da Ferrari. Após uma troca de chassi que acabou sendo necessária, eles precisaram trabalhar durante toda a noite para deixar o bólido pronto para a classificação. Vetel recordou que já é mais um fim de semana em que a equipe precisa trabalhar duro mais do que o normal – em outros casos, por conta de problemas no motor que lhe tiraram alguns pontos cruciais na tabela.

Foi grande o trabalho durante a noite, mas o time foi fantástico. Os mecânicos agora têm algumas semanas seguidas em que trabalharam muito com mudanças de último minuto no motor e no chassi. É um tempo recorde para mudanças, o que nós não queremos – mas hoje estava muito mais feliz com o carro, satisfeito por ter dado certo”, complementou.

Sebastian Vettel ficou pouco mais de dois décimos atrás de Lewis Hamilton na classificação, e tenta tirar uma diferença de 59 pontos no campeonato (dependendo da combinação de resultados, Hamilton pode ser campeão já em Austin). O GP dos Estados Unidos será neste domingo (22), às 17h no horário de Brasília.