Com dois gols em cinco minutos, Benfica vira pra cima do Newcastle
Foto: Reprodução/Record

Em uma das partidas que abriram a fase de quartas de finais da Uefa Europa League, o Benfica recebeu o Newcastle no Estádio da Luz. No resultado, 3 a 1 para os portugueses, que podem até perder pelo placar mínimo no jogo de volta, que ocorrerá no dia 11, tendo o St. James Park como palco. Rodrigo, Lima, Cardozo e Papiss Cissé compuseram a artilharia do confronto.

O JOGO

O embate começou movimentado em Lisboa. Com 15 minutos de bola rolando, os visitantes já haviam chegado com perigo em 3 oportunidades; todas com Papiss Cissé. Na primeira jogada, o senegalês escapou nas costas de Lorenzo Melgarejo e bateu cruzado, nas mãos de Artur; Aos 5', foi alçado na grande área mas deixou o arqueiro brasileiro adiantar-se e ficar com a posse. Persistente, o camisa 9, enfim, balançou o barbante; em contra-ataque veloz, Moussa Sissoko partiu pelo flanco direito e cruzou para Cissé inaugurar o marcador. 

Antes do tento adversário, as Águias haviam finalizado com o argentino Nicolas Gaitán, que arriscou despretensiosamente e por pouco não surpreendeu Tim Krul. Partindo do minuto 17, os anfitriões se encontraram em campo e conseguiram mais que o equilíbrio - o controle da peleja. Óscar Cardozo, com um chute fraco, e Ola John, em cobrança de falta, arriscaram. Em meio à isso, o Newcastle por pouco não ampliou a vantagem, não fosse a trave no remate de Cissé. 

Com o domínio, o gol de empate saiu. Cardozo recebeu na meia-lua e bateu para a defesa parcial do goleiro holandês, que deu rebote e o jovem Rodrigo apareceu concluindo para as redes. No restante da primeira etapa, o panorama foi o mesmo; Benfica superior e tomando a iniciativa nos lances, enquanto os Magpies esporadicamente aproveitavam falhas da defesa rival, pecando no último passe. 

SEGUNDO TEMPO

Sem alterações, as equipes voltaram para o período derradeiro e logo na primeira situação, um lance ''repetido'' do tempo inicial. Papiss Cissé, principal jogador dos ingleses, foi servido por Sylvain Marveaux e, frente a frente com Artur, mais uma vez mandou a pelota no poste. Necessitando da virada, os donos da casa foram pra cima e desperdiçaram uma grande oportunidade aos 12'; Rodrigo venceu a disputa no corpo com Simpson e tocou para Cardozo, na pequena área, errar. 

No minuto 15, hora de mudanças nos times. Jorge Jesus introduziu Enzo Pérez e Lima nos lugares de André Gomes e Rodrigo; Alan Pardew substituiu James Perch por Anita. Imediatamente, percebemos que o português teve mais sucesso na alteração; em sua primeira participação, o brasileiro Lima recebeu ótimo passe - contra seu patrimônio - de Mapou Yanga-Mbiwa, passou por Krul e desempatou o placar. 

Mais do que isso, o Benfica estava disposto a alargar sua vantagem. Pouco após, em tiro de canto, Steven Taylor colocou a mão na bola e foi assinalado a penalidade máxima. Óscar Cardozo na cobrança e... rede. No entanto, Antony Gautier notou invasão na área e mandou voltar; o próprio paraguaio converteu, fazendo o 3 a 1. Num período de 5 minutos, os encarnados haviam anotado duas vezes e deixado o Newcastle em maus lençóis. 

Já entrando no final da partida, os mandantes seguiram controlando e estiveram mais próximos de mexer o barbante. Matic, testando forte pela linha de fundo, e Maxi Pereira, concluindo para Krul segurar, arriscaram. Depois de um longo apagão do setor ofensivo, os comandados de Pardew voltaram a finalizar apenas aos 40', quando o italiano Davide Santón realizou jogada individual e bateu pra fora. Aí já era tarde para uma reação e o tudo ou nada será no St. James Park, no dia 11. 

VAVEL Logo