Bordeaux tropeça contra o Reims e perde chance de assumir a liderança da Ligue 1
Foto: Divulgação/Bordeuax

Um duelo de opostos marcou a abertura da nona rodada da Ligue 1. Nesta sexta-feira (03), o Stade de Reims, que até então estava na zona de rebaixamento, venceu o Bordeaux, atual segundo colocado, pelo placar de 1 a 0. O gol solitário foi de Odaïr Fortes, jogador de Cabo Verde que marcou na etapa inicial. As duas equipes não mandaram a campo o melhor que tinha, muitos atletas estavam lesionados ou suspensos.

Com a vitória, o Stade de Reims deixou a incomoda penúltima posição e subiu para o 13º lugar, com 10 pontos. O clube pode ser ultrapassado pelos concorrentes dependendo dos outros resultados da rodada. No sábado (18), os rouge et blanc duelam com o Nantes fora de casa.

Essa era a grande chance de Willy Sagnol e seus comandando de ultrapassarem o Olympique de Marseille. A derrota pode ocasionar na perda da segunda colocação, caso o Lille vença seu jogo. Um provável triunfo do OM aumenta a diferença para cinco pontos. Atualmente os girondins estão com 17 pontos. No domingo (19), a chance de recuperação é contra o Caen, em casa.

Fortes conta com desvio em Faubert e marca seu primeiro gol na temporada

O Bordeaux tomou a iniciativa do jogo, sendo um pouco mais presente no campo de ataque que o Reims. Os visitantes exploravam o lado esquerdo, onde encontravam facilidade. Touré achou Sertic na entrada da área, o capitão chutou à direita da meta. Os alvirrubros chegaram pela primeira vez em lance de bola parada. Moukandjo ergueu a bola no tumulto e Charbonnier cabeceou por cima do gol.

Apostando em jogadas rápidas, o Reims aproveitava a velocidade de alguns jogadores. Moukandjo disparou pela ponta, tabelou com De Préville e saiu na cara do gol, chutando em cima do goleiro. O assistente apontou impedimento. Nesta jogada, Ilori sentiu um problema muscular e foi substituído por Kaabouni. Os mandantes eram melhores na partida e abriram o placar: Odaïr Fortes foi à linha de fundo e cruzou, a bola desviou em Faubert e tomou outra trajetória; enganando Carrasco.

Os ânimos estavam exaltados, muitas entradas ríspidas aconteciam e aqueles que sofriam a falta tentavam revidar em outro momento. O Boudeaux seguiu errando na defesa, dando brechas aos alvirrubros, e no ataque. Em um contra-ataque, o Reims perdeu a oportunidade de ampliar a vantagem ainda no primeiro tempo. Fortes disparou pela direita, mas acabou perdendo o tempo da bola. Préville ficou com a sobra e chutou em cima do marcador.

Reims aguenta a pressão e assegura a vitória

Em busca do empate, o Bordeaux veio com outra postura na volta do intervalo. Khazri arrematou em diagonal e Agassa encaixou. Plasil achou um espaço no meio e soltou o pé, por cima do gol. Como consequência da pressão, o time conseguiu marcar o tento, porém a arbitragem anulou. Após cruzamento, Rolan disputou com Fofana. A bola tocou na mão do uruguaio e ficou nós pés de Diabaté que empurrou para as redes. O juiz paralisou o lance marcando a irregularidade.

Courtet fez boa jogada, rolou para De Préville bater de primeira, Sertic se jogou em direção à bola e desviou para escanteio. Desta vez no ataque, o capitão obrigou o goleiro a fazer excelente defesa. Sertic soltou a bomba de muito longe e Agassa socou para o lado. Willy Sagnol passava instruções a beira do campo, o treinador sacou Mariano e colocou Maurice-Belay. Para um maior poder ofensivo.

Falta no campo defensivo dos marine et blanc, a redonda foi lançada para a área adversária, Agassa saiu mal do gol e a defesa não afastou, Maurice-Belay cruzou e Sala cabeceou para fora. A pressão seguia: Kaabouni bateu colocado e o goleiro encaixou. Nos acréscimos, o Reims aguentou as bolas pelo alto, chutes de media distância e ficou com os três pontos.

VAVEL Logo