Torcida do Nice protesta com bombas e fogos de artifício e interrompe treino pela segunda vez na temporada
(Reprodução Twitter / Nice Matin)

Prestes a decidir o seu destino na Ligue 1, a equipe do Nice sofreu mais um ataque da torcida durante o treinamento realizado na manhã (horário da França) da última quinta (14). De acordo com o jornal Nice Matin, cerca de 70 torcedores se reuniram via redes sociais para um encontro pacífico no centro de treinamento, segundo o comunicado oficial da torcida para seus seguidores.

No entanto, fogos de artifício e bombas caseiras foram atirados ao redor do local de treinamento pelos torcedores, que fez a atividade ser encerrada por volta das 10h30 da manhã no horário francês. Os jogadores tiveram que retornar para os vestiários sob proteção de um serviço de segurança contratado pelo clube, o que não foi suficiente para impedir uma briga entre torcida e membros da equipe do Nice. O treinador Claude Puel, o seu assistent Guy Mengual e o goleiro Mouez Hassen foram os envolvidos no confronto com os torcedores, mas não sofreram nenhuma lesão e logo depois foram levados sob escolta policial para os seus veículos.

Já o jornal L'Equipe publicou na edição desta sexta (15) que Puel foi interrompido de realizar o treimanento pela primeira vez por volta das 10h e, no momento em que houve a paralisação, a torcida atirou um vibrador em sua direção. Desde 24 de novembro de 2013, o L'Equipe contabilizou cinco atos de vandalismo da torcida do Nice e no mês de março, um treinamento da equipe foi interrompido antes do fim por conta de uma invasão da torcida no local onde os jogadores realizavam suas atividades.

Imagens do treinamento foram divulgadas no Youtube pelo portal lateralenissart.com e é possível identificar o ataque dos torcedores aos atletas com bombas e fogos.

Em entrevista coletiva realizada horas após o incidente, Claude Puel optou por não falar sobre o assunto e se concentrou apenas em falar do âmbito esportivo. "O que me interessa é continuar focado nas nossas duas últimas partidas. Vamos enfrentar isso. Se é adequado para o futebol? Já é outra coisa", declarou.

Com duas rodadas restando para o encerramento da Ligue 1, o Nice ainda corre risco de rebaixamento. A equipe do sul da França está na 15ª posição com 42 pontos e precisa vencer o compromisso de amanhã frente ao rebaixado Lens para garantir mais uma temporada no topo do futebol francês.

VAVEL Logo