Em jogo pegado, Barcelona vence Sevilla na prorrogação e conquista bicampeonato da Copa do Rei

Neste domingo (22), Barcelona Sevilla fizeram o jogo que fechou a temporada no futebol espanhol, quando se enfrentaram pela decisão da Copa do Rei 2015/16. Em uma partida emocionante, pegada e com prorrogação, Alba e Neymar marcaram no tempo extra e deram o segundo título da temporada para os catalães.

Esta foi a última partida de ambas equipes na temporada 2015/16. O Barcelona termina a temporada com dois títulos, o da Copa do Rei e do Campeonato Espanhol, enquanto os rojiblancos finalizaram a temporada da mesma forma das últimas duas, com o título da Uefa Europa League.

Primeiro tempo equilibrado e com Sevilla assustando mais

O jogo começou com bastante movimentação e intensidade no Vicente Calderón. Mesmo com o Barcelona tendo mais posse de bola, o Sevilla fazia um ótimo jogo, de igual para igual, dando pouquíssimos espaços para os catalães. A primeira chance foi do Barça, quando Iniesta passou de cavadinha para Suárez, que deixou a bola quicar e finalizou, mas mandou para fora, perdendo uma ótima chance.

Depois, a partida perdeu um pouco de força, ficando muito presa no meio de campo. O Sevilla buscava atacar nos contra-ataques, visando a velocidade e força de Gameiro, enquanto o Barcelona seguia trocando passes, tentando achar espaços na defesa sevillista, algo que não conseguia, pois os comandados de Unai Emery faziam uma partida perfeita em termos defensivos.

O jogo era difícil para o campeão espanhol, e ficou ainda mais complicada aos 36', quando bola foi lançada, desviada, e ia chegando em Gameiro, mas o atacante francês, que receberia em direção ao gol, foi puxado por Mascherano e o jogador argentino foi expulso, deixando o Barça com um a menos. A falta aconteceu na entrada da área, quase foi marcado pênalti. Banega, que fez seu último jogo pelo Sevilla, cobrou no canto de Ter Stegen e o alemão fez linda defesa, em lance que fechou o primeiro tempo no Calderón: 0 a 0.

Sevilla é melhor, mas não marca e também tem um jogador expulso

O segundo tempo, assim como o primeiro, prometia no Vicente Calderón. Com um a mais, o Sevilla assustou logo cedo, mais exatamente aos 4', quando Banega recebeu na entrada da área, dominou e soltou a perna. A bola desviou no pé de Piqué e foi na trave de Ter Stegen. Melhor chance da partida até aquele momento.

Era pressão do Sevilla no segundo tempo. Os sevillistas faziam um jogo ótimo, anulando o trio MSN e chegando com perigo, mas, de certo modo, pecando nas finalizações. O Barcelona sofria com um a menos, se preocupando bastante na defesa e sem força para chegar ao ataque. Aos 31', saiu o primeiro chute culé no segundo tempo, quando Messi cobrou falta e Sergio Rico fez boa defesa.

Se o jogo já estava bom no Calderón, ficou ainda melhor no seu final. O Barcelona havia melhorado na partida, marcando melhor e chegando com mais força e velocidade à frente. Aos 47', já no final do jogo, Neymar ia receber a bola de frente para o gol, mas Banega, que, repito, fez seu último jogo pelo Sevilla, deu o carrinho e foi expulso direto, deixando os rojiblancos com dez em campo, assim como os catalães. Messi cobrou a falta e Sergio Rico defendeu mais uma vez. Depois disso, a partida foi para a prorrogação.

Alba e Neymar marcam, e Barcelona conquista bicampeonato

Mesmo com os jogadores bem cansados, a prorrogação começou de maneira intensa e com velocidade, tendo em vista que ambos os times queriam evitar as penalidades. Só que logo aos 6' do primeiro tempo, a genialidade de Messi apareceu, quando o argentino recebeu no meio e lançou com perfeição para Alba, que ganhou de Vitolo na corrida e finalizou cruzado, sem chances para Sergio Rico: 1 a 0 Barcelona.

E ainda no primeiro tempo, quase que o Barcelona marcou duas vezes. A primeira foi aos 13', quando Messi cobrou falta e Piqué cabeceou totalmente livre na segunda trave, mas Sergio Rico fez uma defesa espetacular. Um minuto depois, após escanteio curto, Daniel Alves recebeu na entrada da área e soltou uma bomba, mas Rico foi sensacional mais uma vez.

No segundo tempo, o Sevilla foi com tudo para o ataque, sem ter medo de tomar outro gol. O segundo gol saiu, mas antes disso, Carriço foi expulso e deixou tudo ainda mais complicado para os rojiblancos. Aos 122', Messi driblou o marcador e passou para Neymar, que recebeu na cara de Rico e só tocou na saída do goleiro espanhol, confirmando o bicampeonato catalão: 2 a 0.

VAVEL Logo