Recordista, Marta concorre a melhor do mundo pela décima segunda vez
(Foto: Divulgação/FIFA)

Após divulgar a lista inicial de dez nomes dos indicados a melhor treinador de futebol feminino do ano e a melhor jogadora, a Fifa publicou, nesta sexta-feira (2), a nomeação dos três finalistas de cada prêmio. Pelas atletas, Melanie BehringerCarli Lloyd e a rainha Marta disputam a taça. Já nas treinadoras, todas mulheres, a atual campeã Jill Ellis está ao lado de Silvia NeidPia Sundhage.

Melanie Behringer chega pela primeira vez entre as três melhores e quer ganhar mais em 2016. Após o ouro no Rio de Janeiro, a alemã, que foi a principal jogadora do título e que marcou gols decisivos, poderá consagrar sua temporada de sucesso.

Carli Lloyd buscará seu segundo prêmio seguido, já que foi a vencedora em 2015. Ela, que teve boa atuação nos Jogos Olímpicos, segue como uma das principais jogadoras do mundo.

A rainha do futebol feminino coloca mais uma vez seu nome entre as melhores. Pela décima segunda vez, Marta chega às três finalistas e buscará seu sexto título. Recordista, a brasileira foi capitã do Brasil na quarta colocação na Olimpíada do Rio de Janeiro e, novamente, foi muito importante para a Seleção.

Jill Ellis é um dos principais nomes do futebol mundial atualmente e vai em busca de sua segunda premiação como melhor treinadora do mundo. Pelo belo trabalho feito com os Estados Unidos, que acabaram caindo cedo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro diante da Suécia, Ellis novamente está entre as três melhores.

Outra que já carrega esse título de melhor do mundo é Silvia Neid, que venceu a primeira edição, em 2010, quando já treinava a Alemanha. Neid, uma das grandes da categoria feminina, encerrou sua carreira de onze anos no futebol após a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio.

Pia Sundhage já é nome conhecido no mundo inteiro e, depois de ganhar destaque com grandes trabalhos, foi treinar a Suécia e surpreendeu na Olimpíada, eliminando o Brasil na semifinal e fazendo partida dura na decisão, ficando com a prata. Essa já é a terceira nomeação de Pia, que esteve na lista dos três finalistas e acabou perdendo em 2010 e 2011, treinando os Estados Unidos.

As vencedoras será decididas após votação dos capitães e treinadores das seleções, além de jornalistas e torcedores, que podem votar no site da FIFA. A cerimônia será realizada no dia 9 de janeiro durante cerimônia na sede da FIFA, em Zurique, na Suíça.

VAVEL Logo