Em defesa do título da temporada anterior, Boca Juniors estreia com vitória diante do Olimpo
Foto: Divulgação / Boca Juniors

Neste fim de semana foi dada a largada para o Campeonato Argentino 2017/18, e o Boca Juniors recebeu o Olimpo na Bombonera. A equipe Azul y Oro vem em busca do 33º título argentino e tenta fazer algo que há muito tempo não acontece na Argentina: uma equipe ganhar duas vezes seguidas a liga.

A última equipe a conseguir o feito foi o próprio Boca Juniors, no ano de 2006, época em que haviam dois campeonatos no mesmo ano, conhecidos como “Apertura” e “Clausura”, a equipe de La Boca, venceu os dois e se consagrou bicampeão.

Diante do Olimpo, a equipe de Buenos Aires iniciou com o pé direito, e pelo placar de 3 a 0, somou os três primeiros pontos dessa jornada. Dario Benedetto marcou duas vezes e Pablo Pérez foram os autores dos gols. Agora o Boca visitará o Lanús, já o Olimpo, receberá o Independiente.

Boca domina e abre vantagem

Sob os olhares de Tévez, o Boca Juniors deu o pontapé inicial no Campeonato Argentino. O ídolo do clube, que atualmente joga na China, aproveitou as férias para rever seu ex time jogar. Nahitan Nandez, recém-contratado da equipe também acompanhava a partida.

Os primeiros minutos foram truncados, as equipes tentavam arrancar, porém sempre eram bloqueadas por jogadores adversários. Pelas equipes tentarem chegar, era claro que logo as redes balançariam.

Aos oito minutos de partida, dos pés de Benedetto, saiu o primeiro gol da partida. Gago deu um bom passe para Pavón, que cruzou na área perfeitamente para o camisa 9, que só finalizou. Boca Juniors com 1 a 0 no marcador.

Aos 10 minutos, Jara tentou cruzamento e por pouco Pipa não finalizou mais uma vez, para marcar o segundo dele e o segundo do Boca na partida. Boca Juniors estava se encontrando na partida.

Após um erro de Goltz, foi a chance do Olimpo chegar, e Troyansky arriscou um belo chute, mas Rossi defendeu.

Após esse lance, só deu a equipe Xeneize na partida, Cardona teve chance aos 25 minutos, mas mandou por fora das redes, depois Pablo Perez perdeu, pois não se entendeu com Fabra, Aos 29 minutos, Cardona novamente arriscou, e Cahais tirou a bola do adversário em cima da linha do gol, por muito pouco o placar não foi ampliado.

Após erro novamente de Goltz, o Olimpo teve nova chance, após chute de Vila, Rossi fez boa defesa novamente. Apesar disso, foi a equipe dona da casa que balançou as redes novamente. Após novo passe de Gago para Pavón, que cruzou e dessa vez encontrou Pablo Pérez, para ampliar.

Os visitantes ainda tiveram a chance de diminuir, e Troyansky novamente, desperdiçou a chance. O atacante estava sozinho e conseguiu errar o gol. O primeiro tempo terminou assim, 2 a 0 para os donos da casa, que faziam uma belíssima partida.

Os donos da casa administram o placar e saem com a vitória

E assim como terminou a primeira etapa, iniciou a segunda. Com a equipe Bostera mantendo as melhores chances. Logo aos dois minutos de partida, quase que Benedetto amplia, porém o passe vindo de Jara não foi bom.

Cardona e Fabra tiveram seus chutes defendidos por Gabbarini, que ajudava sua equipe o máximo que podia. No minuto 19, Gago acertou em cheio o gol adversário, porém, a bandeira já estava marcando impedimento, assim, o gol foi anulado. Porém a torcida do Boca reclamou de gol mal anulado, dizendo que Goltz dava a condição.

Aos 27 minutos, Pablo Perez fez falta, e deixou o Olimpo com uma falta perigosa, na cobrança o ex jogador do Boca, Gaona Lugo, mas Rossi fez a defesa sem grandes problemas.

Quando a partida já ia se encaminhando para o final, Villanueva fez falta em Benedetto dentro da área, e o juiz não exitou em marcar penalidade máxima. Na cobrança, o próprio camisa 9 cobrou e marcou o segundo dele na partida, o terceiro da equipe de Buenos Aires. Após o gol, Pipa foi substituído e saiu ovacionado pela torcida presente.

O Boca só administrou o resultado e esperou o apito final. Assim, a primeira rodada do Campeonato Argentino, terminou com vitória xeneize na Bombonera.

VAVEL Logo