Federação Espanhola confirma uso do árbitro de vídeo a partir da próxima temporada

A RFEF (Real Federação Espanhola de Futebol, em português) anunciou oficialmente nesta terça-feira (2) um acordo com o comitê de arbitragem e a LaLiga - organizadora das primeira e segunda divisões de futebol - que viabiliza a implementação do VAR (árbitro assistente de vídeo, em português) a partir da próxima temporada.

Após meses de negociação, foram acertadas diversas pendências como organização, custos, treinamento dos árbitros e a responsável pelas imagens. A empresa Mediapro foi eleita para assumir a parte tecnológica, os custos de implantação e desenvolvimento do projeto ficam por conta da LaLiga. O projeto segue agora para a aprovação da International Board - órgão que regulamenta as regras do futebol.

Utilização do VAR durante a Copa das Confederações 2017 | Foto: Michael Regan/Getty Images
Utilização do VAR durante a Copa das Confederações 2017 | Foto: Michael Regan/Getty Images

Já a partir desta rodada os árbitros começam a preparação e os treinamentos de forma off-line, onde serão aplicados os estudos dos equipamentos, simulações e vídeos diretos das partidas, mas sem comunicação alguma com o estádio, não havendo interferência nos jogos.

Gianni Infantino - presidente da Fifa - apoiou o uso do VAR em entrevista concedida nesta manhã citando dados estatísticos sobre a utilização do recurso: "Com o VAR o núivel de acerto dos árbitros aumentou de 93%, que já é excelente, para 99%". Infantino confirmou que a decisão sobre a aprovação do projeto sairá neste sábado (3).

O centro de operações ficará na sede da Federação Espanhola, na capital Madrid. A implementação custará 2.5 milhões de euros, onde 2 milhões serão para a parte tecnológica e 500 mil para a incorporação de árbitros gestores da video-arbitragem. A segunda divisão também terá o vídeo-árbitro, mas somente a partir da temporada 2019-20.

VAVEL Logo