Em jogo com quatro expulsões, Racing supera Vélez e alcança G-5 do Campeonato Argentino
Foto: Divulgação/Racing Club

Um jogo genuinamente argentino. Sobrou emoção, contato físico e muitos cartões na partida entre Racing e Vélez Sarsfield, pela 18ª rodada da Superliga, neste sábado (4). No Estádio Presidente Perón, a equipe de Eduardo Coudet se saiu melhor diante do time treinado pelo ex-zagueiro Gabriel Heinze por 2 a 1, com gols de Lautaro Martínez e Ricardo Centurión; Mauro Zárate descontou para os visitantes.

Confirmando a ótima fase vivida ultimamente, Lautaro Martínez, principal joia do futebol argentino, abriu o placar logo aos cinco minutos. Após escanteio cobrado com perfeição por Neri Cardozo, o camisa 10 conseguiu se movimentar muito bem dentro da área, desbancou seus marcadores e subiu sozinho para cabecear e abrir o placar para a equipe da casa ainda no começo da partida, o que fez ‘El Cilindro’ explodir.

Após o gol, a equipe do Vélez cresceu no jogo – apesar que isso não representou uma possível queda de rendimento do Racing. Nesse contexto, porém, a partida ganhou um ícone: o jovem goleiro Juan Musso. Primeiro, uma defesa fantástica em uma cabeçada de Cubero, após uma falta batida com muita categoria por Mauro Zárate. Após isso, uma intervenção com a ponta dos dedos em forte finalização de Vargas, que aproveitou um rebote após tentativa do camisa 9, jogador mais ativo dos visitantes.

No segundo tempo, o panorama voltou a ficar equilibrado: aos 13 minutos, a defesa do Vélez cortou um cruzamento de Centurión, a bola sobrou para Bouzat, que puxou um contra-ataque em velocidade, encontrou Robertone, que tocou para Vargas, com liberdade do lado esquerdo, ajeitar para o seu lado direito e cruzar para Mauro Zárate se infiltrar entre os zagueiros do Racing e, de cabeça, empatar o jogo.

Lautaro voltou a balançar as redes (Foto: Divulgação/Racing Club)

O gol animou os visitantes: minutos depois, Zárate encontrou Vargas pelo lado esquerdo após um passe em profundidade, o camisa 26 venceu Saravia na corrida e cruzou, inteligentemente, para o meio da área, da onde surgiu Domínguez, totalmente livre, mas que, mesmo assim, conseguiu finalizar para o lado do gol, desperdiçando uma grande chance de uma rápida virada a favor do Vélez.

Após muitos lances, grandes defesas e de um jogo bastante interessante tecnicamente, o confronto entrou para um lado violento: aos 18 minutos, Lisandro López e De la Fuente se enroscaram após uma disputa de bola pelo lado esquerdo, na região central do gramado, e o atacante deu um pontapé no defensor do Vélez, que, caído, respondeu, segurando a chuteira do atacante, tentando derrubá-lo. Após uma confusão generalizada, o árbitro Patricio Loustau resolveu expulsar os dois jogadores envolvidos.

Com dez jogadores em cada lado, foi o Racing que conseguiu um maior espaço dentro do campo: após uma falha na saída de bola de Cufre, Solari conseguiu recuperar a posse e, após uma triangulação com Lautaro Martínez, cruzou para Ricardo Centurión, que, de cabeça, conseguiu encobrir o goleiro Rigamonti da entrada da área, com um lindo toque na bola, marcando um golaço para decretar o desempate.

O goleiro Musso foi – novamente – bastante importante para garantir o resultado positivo para sua equipe, já que defendeu uma ótima falta cobrada por Robertone. Esse lance, porém, seria um dos últimos destacados pela bola rolando: aos 40 minutos, Cufre agarrou e empurrou Saravia, recebendo um cartão vermelho diretamente. Cinco minutos depois, foi a vez de Sigali, do Racing, sair da partida precocemente, após um pontapé do zagueiro em cima de Bouzat.

Com essa vitória, o Racing confirma que está vivendo o seu melhor momento na atual Superliga Argentina e, após cinco triunfos consecutivos, chegou à zona de classificação para a próxima Taça Libertadores, já que alcançou a quarta posição, chegando aos 31 pontos, e inclusive tirando o Indepediente, seu grande rival, do bolo dos cinco primeiros colocados. Na próxima rodada, La Acade terá, no sábado (10), o Chacarita Juniors pela frente.

O Vélez, por sua vez, continua com a pífia campanha e se mantém na 20ª posição, estando longe das equipes que brigam por uma vaga na próxima Copa Sul-Americana, que é a zona a partir do 11º colocado. Com 21 pontos conquistados, a distância para o Colón, justamente a primeira equipe nesse patamar, é de sete. O próximo compromisso da equipe de Gabriel Heinze será contra o Rosario Central, no domingo (11). 

VAVEL Logo